Show Posts

This section allows you to view all posts made by this member. Note that you can only see posts made in areas you currently have access to.


Messages - Nuno Rodrigues

Pages: 1 2 [3] 4 5 ... 105
31


---------------------------- CONFIDENCIAL ----------------------------

 
 
 MISSÃO: F**** POLITICS
 DATA: 08/05/2020
 HORA: 22H00
 OBJECTIVO: resgate equipa médica; ataque Aeroporto;

 INFO ADICIONAL: Quando a política se mistura com a guerra, normalmente o soldado é que paga. E normalmente nem compreende porquê.
                            Ironia do destino, temos que ir em resgate do corpo de médicos que assistiu Rashid Mamamaki.
                            Por estes dias, esses médicos valem mais do que o seu peso em ouro. Porquê?
                            1 - Azir Uganda quer aproveitar esse incidente (morte de Mamamaki) para nos tirar do território e abrir caminho à sua liderança. Para tal precisa dos médicos para testemunharem a seu favor e contra nós, culpabilizando-nos da sua morte. Também não terá dificuldades em assassiná-los caso estes nao queiram colaborar;
                            2 - o Exército Iraniano também vai em busca de todo o corpo de médicos, após descobrir a sua colaboração com as OMPI e connosco. Também não terão dificuldades em eliminá-los fazendo deles exemplo para o restante povo do que acontece a quem colabora contra o regime;
                            3 - Nós próprios precisamos de os resgatar para evitar o ponto 1 e 2, para também termos esta boa acção e reconquistar a opinião e apoio do povo e dos OMPI, e para que ao salvarmos, os médicos em agradecimento desse nosso acto, possam emitir um relatório que nos desculpabilize da morte de Rashid Mamamaki. São cem cães a um osso. Não vai ser fácil.
                           
 INFO ADICIONAL 2: Os médicos estão no Hospital??? sim
                               O Hospital é no Aeroporto e este continua fortemente militarizado?? sim
                               A missão terá de ser delicada e inteligentemente montada para evitar o fracasso.
                               Serão necessárias 3 equipas: uma de 4 homens A, duas com os restantes B e C.
                               A equipa A irá com a cobertura e apoio de B até ao Hospital onde a equipa A se infiltrará e resgatará os médicos e equipa B dará protecção.
                               A equipa C fará manobras de diversão no Aeroporto e em seu redor para chamar a si a atenção das forças militares inimigas e permitir que a equipa A e B consigam fazer
                              a sua parte.

32
Caserna / Re: APRESENTACAO - Telmo Alves
« on: May 08, 2020, 10: 04 »
Bem-vindo soldado. Engraxa bem essas botas, aperta todos os botões. Hoje já se marcha

33
 
  A maioria da press portuguesa limitou-se a dedicar um pequeno artigo ou coluna à resolução do caso "portugues" em terras do Irão.
  Contudo a agência Lusa, entrevistou aquele que se designou por porta-voz das OMPI, Azir Uganda, publicando de entre alguns pontos de vista tendenciosos, o transcrito:

  Porta-voz: "é uma vergonha, uma anedota esta decisão do Supremo no processo que julga os militares portugueses. É perfeitamente inconcebivel a impunidade que gozam e a forma como saem incolumes deste atentado aos direitos humanos.
   Os militares portugueses têem sido uns autenticos sanguinários no Irão, passando bala por tudo e por todos, sem olhar a meios para atingir nem se sabe bem que fins, deixando atrás de si um mar de sangue de inocentes.
   E os tribunais e quem decide ainda tem uma atitude pior ao proferir uma decisão tão parcial perante factos provados e confirmados.
   Isto não fica assim e vamos levar o caso a outras instâncias, nomeadamente Europeias e Mundiais.
    Isto é uma anedota!"

   Azir Uganda é um conhecido activista opositor do regime iraniano, estando associado à faixa mais extremista das OMPI e sendo o seu nome várias vezes associado a ataques de indole violenta, nunca tendo sido essa associação comprovada.
   Mais recentemente surge mais presente na ligação à OMPI.
   As suas actuações e declarações vão sempre deixando no ar que pretende desestabilizar as relações entre esta organização e as forças de apoio da NATO, pois certamente teme não ser depois o seu eleito para o cargo governativo do país.
    Preocupante é que pelo seu mediatismo e exibicionismo populista, vai juntado perto de si o apoio cada vezs maior popular e militar das OMPI.
  Azir Uganda nunca escondeu a sua sede pelo poder.
   

34



----------- COMUNICADO --------

  ASSUNTO: PROCESSO AVERIGUAÇÃO INTERNO - RELATÓRIO

  Vem a Comissão de Inquérito adiante designada por CI, nomeada para o Processo Averiguação Interno, apresentar a deliberação final a qual não é passivel de ser refutada.

  Foram tidos em conta os relatórios apresentados pela OMPI, pelo Alto Comissariado das Forças Militarizadas Americanas, homologas desta Comissão, o Primeiro Oficial em Comando  Nuno Rodrigues, o mais alto responsável no terreno, o Global Team Leader The Big One, o Team Leader Srwer.
  Não foi recebido qualquer relatório por parte do Team Leader Mr. Rato.
  Não foram ouvidos quaisquer civis locais, por inviabilidade de identificar e localizar os mesmos.

   Em análise primária, estavam inquiridos os arguidos no processo pelos pontos abaixo descritos, em referência à missão de 24ABR2020

ponto 1º:  causa de morte de Rashid Mamamaki
                em análise a responsabilidade:  Global Team Leader The Big One
                A CI, em falta de dados e provas evidentes que comprovem a causa de morte de Rashid Mamamaki, considera este ponto suspenso até à recolha de novos depoimentos
                A CI considera o relatório do Global Team Leader e que pelo seu historial e brilhante carreira militar, o toma sério e idóneo, mas mesmo tomando por veracidade o que dele
                descrimina, e será tido em linha de conta, após recolha de novos factos.
               A CI considera o relatório do Team Leader Srwer sem qualquer validade. Não sendo médico, considera esta CI que qualquer afirmação sua sobre a causa de morte de Mamamaki é
               totalmente irrelevante e não cientifica
               Igualmente irrelevante e grave, acusar o trabalho dos médicos no acto de, e citando "não foi o melhor".
               A CI adverte o Team Leader Srwer para de futuro, não ter afirmações deste caracter alertando que, não fosse este um processo interno militar (com todo o sigilo que lhe confere), e
               este tipo de afirmações ante a classe médica iraniana, poderia valer-lhe uma penosa sanção processual.

ponto 2º: no seguimento do anterior, análise global de todo o desenvolvimento ao nivel do modus operandi no terreno versus instruções dadas no briefing: o que foi cumprido, o que não foi cumprido.
                em análise à responsabilidade: Global Team Leader e todos os Team Leaders
                A CI considera que, apesar do desempenho global das forças terrestres portuguesas ter sido positivo, a abordagem precipitada tida sobre o avanço no Hospital, foi desmedida,
                incauta e desrespeitando as instruções dadas por Comando.
               Deveria uma pequena força apenas e somente ter infiltrado no Hospital, com protecção dos flancos ser assegurada pelos restantes.
               A CI considera a Team Sierra ilibada neste ponto, por não terem instruções directas sobre o mesmo, senão o apoio possivel.
               A CI considera culpado o Team Leader Srwer por ter estado presente no briefing e não acatar as ordens nele definidas sobre este preciso ponto, ou em momento, solicitar
               confirmação para novas ordens diferentes daquelas emitidas em sede de briefing.
               A CI considera culpado o Global Team Leader The Big One por ter estado presente no briefing e nao acatar as ordens nele definidas sobre este preciso ponto.
               A CI agrava a culpabilidade do Global Team Leader The Big One por ser o responsável máximo pela operação, e ter tomado consigo os restantes Team Leaders em erro.
               Às afirmações prestadas em relatório pelo Global Team Leader The Big One, e citando "Tudo o que foi pedido foi cumprido escrupulosamente, sem falhas!", pelo apurado dos factos, ficou aquém num ponto fulcral que poderia ter resultado na morte de todo o contingente. Contudo considera esta CI que no "calor" do momento e em virtude do estado clinico de Rashid Mamamaki, necessitando de cuidados médicos imediatos, ainda pela folha de serviço imaculada do Global Team Leader, é atribuida uma advertência ao Global Team Leader The Big One, sem registo no seu historial.

  ponto 3º: blue ou blue
                em análise à responsabilidade: ambos elementos que compunham equipa Sierra na última missão.
                À falta de relatório do Team Leader Mr. Rato, foi tido em conta o descrito no relatório  do Alto Comissariado das Forças Militarizadas Americanas, apresentado com base nas
                declarações do piloto do helicoptero presente no local e momento.
                As declarações em questão ilibam a Team Sierra.
                As acusações das OMPI são consideradas infundadas por falta de provas.
               
               
  ponto 4º: acto violento com morte infligida a condutor de ambulância
                em análise à responsabilidade: Global Team Leader e todos os Team Leaders
                Em falta de testemunhas, as acusações das OMPI são consideradas infundadas e sem base de veracidade.
               
  ponto 5º: acumular de escalada de violência e mortes blue on blue nas últimas semanas
                em análise à responsabilidade: Global Team Leader e todos os Team Leaders
                Sendo não provados os actos constantes dos pontos 3 e 4, foram somente considerados actos ocorridos anteriormente à data do acto que este processo levanta.
                No seguimento, a CI considera portanto não haver nenhuma escalada de violência e mortes blue on blue, senão um acto isolado do passado, anteriormente já devidamente
                escrutinado com pedido de desculpas as OMPI, apesar de ter também nele sido um dano colateral irremediavelmente inevitável, e ainda assim repudiado pelo EMFAP.
                A CI considera o ponto 5º não passivel de qualquer outra análise.

     Pelo supra descrito, e apesar de todas as ilibações escurtinadas (estando em análise o ponto 1º), deixa esta CI uma recriminação pesada à palmatória dos Global Team Leader e Team Leaders para, de futuro, acautelarem regras e comportamentos, pois o acumular de novos processos de análise serão garantidamente impossiveis de uma averiguação e resultados atenuados, mesmo que venham a ter novamente o precioso contributo de vossa defesa do Primeiro Oficial Em Comando Nuno Rodrigues, tal como neste se corroborou.
     
   

35


---------------------------- CONFIDENCIAL ----------------------------

 
 
 MISSÃO: DIPLOMACIA
 DATA: 01/05/2020
 HORA: 22H00
 OBJECTIVO: apoio e assistência ao desembarque de "mantimentos"; escolta; entrega ao "domicilio"

 INFO ADICIONAL: Não há outro jeito. A situação tornou-se insustentável. A presença das nossas forças militares está comprometida.
                            Rápidamente um escalar de descontentamento nas OMPI colocou igualmente em perigo algumas das nossas fontes no terreno (infiltrados).
                            Temos duas àrduas tarefas:
                            1ª salvar os infiltrados. O seu paradeiro é desconhecido. Encontram-se escondidos. Virão em comunicação até nós, arriscando por breves minutos esse acto saindo à luz do dia. Teremos que ser rápidos a actuar.
                            2º receber C-130 com "mantimentos": nada mais nada menos que um carregamento de armas para entregarmos às OMPI e, quando ainda decorre um processo disciplinar sobre nós, e uma forte pressão diplomática entre NATo e OMPI, apaziguarmos um pouco os animos. É o minimo que poderemos fazer.
                            Esta tarefa não será fácil quando no terreno todos nos procuram.
                            Terão uma carta na manga para apoio.

 INFO ADICIONAL 2: uma vez mais e em virtude dos recentes "incidentes", será mesmo Comando a estar presente no terreno e comandar toda a presente operação, reportando-lhe todos os squads directamente.

36
@Mr Rato não estava como Team Leader da Sierra.

Ambos os Sierra apenas desempenhavam papel de reconhecimento sem qualquer tipo de intervenção em relação ás mortes em causa.

 Todas as team´s têm um Team Leader e na circunstância dos factos ocorridos na última missão, sendo o @Mr Rato o elemento destacado como tal, deve responder ao solicitado.

37


   ----------- COMUNICADO --------

  ASSUNTO: PROCESSO AVERIGUAÇÃO INTERNO 

  No seguimento do processo instaurado ao Corpo de Destacamento Militar Português, em consequência dos pontos evidenciados em "SITREP 25ABR2020" o Estado Maior das Forças Armadas Portuguesas, delibera:

  A escalada de acontecimentos com o acumular, quer fundada ou infudadamente, e que abaixo pelo possivel apurar dos factos recolhidos, merece pelo EMFAP, deliberar em imediata instância que todo e qualquer acto semelhante doravante ocorrido, será punido com retirada imediata do terreno de operações e alvo de um processo disciplinar penalizante, mesmo que em defesa seja considerado infundado ou inocente.
  O EMFAP não pode ficar sujeito a qualquer nova exposição.
 
 Mais faz saber o EMFAP que o Global Team Leader The Big One é o responsável máximo por todas as ocorrências no cenário de guerra Irão e que será chamado a prestar o seu relatório, tendo por base a análise de, e repitam-se os pontos descritos em SITREP 25ABR2020.
  Serão ainda ouvidos os restantes Team Leaders em serviço na missão passada em 24ABR2020

ponto 1º:  causa de morte de Rashid Mamamaki
                 em análise a responsabilidade:  Global Team Leader The Big One
  ponto 2º: no seguimento do anterior, análise global de todo o desenvolvimento ao nivel do modus operandi no terreno versus instruções dadas no briefing: o que foi cumprido, o que não foi cumprido.
                em análise à responsabilidade: Global Team Leader e todos os Team Leaders
  ponto 3º: blue ou blue
                em análise à responsabilidade: ambos elementos que compunham equipa Sierra na última missão.
  ponto 4º: acto violento com morte infligida a condutor de ambulância
                em análise à responsabilidade: Global Team Leader e todos os Team Leaders
  ponto 5º: acumular de escalada de violência e mortes blue on blue nas últimas semanas
                em análise à responsabilidade: Global Team Leader e todos os Team Leaders

38
 Bem, falemos de coisas boas?
 Porque de coisas más penso que já chega, dentro e fora de pista.
 E ele há tanta coisa boa para falar, porque falar mal é fácil.
 Ninguém vê a trabalheira enorme que dá isto tudo. Gerir um forum, organizar um campeonato, escolher, testar, rectificar mods, carros, pistas, atentar a multiplos pormenores, publicar conteudos, atender a todos os pedidos e solicitações, e depois semana após semana e por aí em diante.
 É claro que há coisas que vão escapar. Claro! Não há infaliveis neste mundo.
 E que se fale disso? parece-me legitimo sim, numa perspectiva construtiva, de melhoramento, de crescimento em prol de todos? sim!
 E depois das coisas boas ninguém fala?
 Há uma beata na areia da praia porque alguém lá a colocou e depois dois km de praia limpa e linda e ficamos todos a reclamar com aquele centimetro de praia e com quem não a limpou bem?
 Vi coisas muito boas, vi lutas justas e equilibradas, vi pilotos rápidos e com condução extraordinária, vi e estive em batalha de posição fantástica com pilotos de respeito por tudo o que eram as condições da pista, e até vi um jesto de enorme fair play como muitos nao fariam, quando o silvino teve um lag que foi daqui a Jupiter e o Zé passou para primeiro e apercebendo-se desse beneficio, devolveu a posição.
  Pois é, vi muita coisa boa e até nas más vi certamente que irão servir para isto melhorar, tenho a certeza.
  Parabéns aos vencedores e a todos os demais.

39
 in Diário de Noticias

 A Organização dos Mujahidin do Povo Iraniano (OMPI), pelo seu porta-voz, fez saber que culpa os militares portugueses pela morte do seu lider Rashid Mamamaki, na passada sexta-feira, considerando tal acto inadmissivel e sem desculpa possivel.
 Acrescenta ainda que os militares lusos levaram as forças iranianas até ao seu acampamento e que posteriormente o abandonaram à sorte deixando apenas dois dos seus militares, e que fruto de um ataque inimigo, muitos dos seus morreram, bem como ainda Mohamed Rushdi, morto por um militar português, sendo que já não foi a primeira vez que morrem soldados do OMPI às mãos dos lusos.
 Todo este acumular de ocorrências leva o porta-voz da OMPI a considerar tratar-se de um comportamento sem quaisquer escrupolos e irremediável na diplomacia entre esta Organização e as forças da NATO.

 

  Entretanto, o Primeiro Ministro português, António Costa veio a público serenar um pouco os ânimos, refutando todas estas acusações.
  Refere o PM que as tropas protuguesas no terreno são altamente especializadas e preparadas para estas missões, com provas dadas e tantas outras ocasiões, e que em momento algum esse comportamento é demonstrativo do modus operandi das FAP.
  António Costa refere ainda que incorre ao momento um processo de averiguação interno para apurar os factos da acção militar de sexta-feira apenas e somente para que possa haver um esclarecimento cabal que irá certamente provar e ilibar os portugueses, mas que se por qualquer motivo for apurado comportamento inadequado, que obviamente serão tomadas as medidas punitivas necessárias.

  Reagindo aos comentários lusos, a OMPI não lhes deu qualquer relevância e mantém o seu tom firme e crispado....

40
 in vários jornais nacionais:

 "Rápido e rigoroso!" foram as palavras usadas pelo Ministro da Defesa em resposta à abordagem dos jornalistas presentes na Cerimónia de comemoração do 25 de Abril.
 À saida e abordado por vários orgãos sobre o processo instaurado aos militares portugueses no Irão, João Gomes Cravinho não se alongou e escusou-se a fazer outros comentários senão este, deixando transparecer que quanto mais depressa o tema for clarificado, melhor.
 Ainda na mesma Cerimónia, intentaram os jornalistas chegar ao Almirante Antó​nio Silva Ribeiro, Chefe do Estado-Maior-General d​as Forças Armadas, tendo este escusado responder a qualquer questão e remetendo para as devidas entidades competentes, e que virá à luz do dia qualquer informação, apenas e só quando as deliberações forem tomadas.
  Após alguma insistência e apresentando algum desconforto, o Chefe do EMGFA, reforçou toda a sua confiança, tanto nos orgãos competentes que vão analisar o processo, mas acima de tudo dos militares portugueses e em todo o contigente destacado no Irão em particular.

41


  À ATENÇÃO DE TODO O DESTACAMENTO

  Após o fracasso da missão da passada sexta-feira, e em virtude do acumular também de outros incidentes ocorridos, o EMFAP abriu um inquérito para apurar não só as causas de cada registo negativo individual, que abaixo serão descritos, mas também para chamar à responsabilidade o motivo pelo qual uma escalada de violentos insólitos e proibitivos registos têm manchado as insignias do nosso destacamento.
   A saber:
  ponto 1º:  causa de morte de Rashid Mamamaki
                 em análise a responsabilidade:  Global Team Leader The Big One
  ponto 2º: no seguimento do anterior, análise global de todo o desenvolvimento ao nivel do modus operandi no terreno versus instruções dadas no briefing: o que foi cumprido, o que não foi cumprido.
                em análise à responsabilidade: Global Team Leader e todos os Team Leaders
  ponto 3º: blue ou blue
                em análise à responsabilidade: ambos elementos que compunham equipa Sierra na última missão.
  ponto 4º: acto violento com morte infligida a condutor de ambulância
                em análise à responsabilidade: Global Team Leader e todos os Team Leaders
  ponto 5º: acumular de escalada de violência e mortes blue on blue nas últimas semanas
                em análise à responsabilidade: Global Team Leader e todos os Team Leaders

  Logo após apurados e analisados os dados e factos primários, serão chamados os responsáveis acima indicados para secundarizarem declarações e testemunhos no processo.
  Após o descrito na linha anterior, e após reanálise, serão divulgados os resultados para os pontos primeiro a quinto.

  Assinado,
  ESTADO MAiOR DAS FORÇAS ARMADAS PORTUGUESAS

42
  As minhas sinceras desculpas por nao ter aparecido e muito menos não ter avisado, mas não me foi possivel de todo.
 E tanto que eu queria fazer este evento.
 Espero que tenha sido um bom serão.
 Abraço

43


 ---------------------------- CONFIDENCIAL ----------------------------

 
 
 MISSÃO: VAI MASÉ DAR SANGUE - Parte II
 DATA: 24/04/2020
 HORA: 22H00
 OBJECTIVO: O homem está gravemente ferido (Rashid Mamamaki), é vital o seu salvamento

 INFO ADICIONAL: tudo se agravou mais ainda! O estado de saúde do lider da Organização dos Mujahidin do Povo Iraniano (OMPI) já era delicado, com o passar de mais um par de horas agravou-se.
   Mas mais grave que isso, foram as baixas que infligimos em militares seus da OMPI, que não jogou nada a nosso favor.
   Caso não salvemos rápidamente o seu lider, bem que poderemos contar com mais uma facção inimiga no terreno e muito provavelmente a nossa expulsão do terreno com represálias por parte da ONU.
   E algo nos diz que haverá mais qualquer coisa no terreno para acontecer....

 INFO ADICIONAL 2: boa nova. Algum material de apoio está a chegar. Façam bom e correcto uso dele.


  -----------------------------  CONFIDENCIAL -----------------------------------------------

44
 Mais uma vez, uma corrida estragada por acidente alheio na primeira curva.
 Mais uma vez caído bem mais que de último completamente longe de todos e fora da corrida.
 Mais uma vez com o volante de lado (começa a ser um hábito) e o carro cheio de danos.
 Próxima semana mais uma tentativa.
 Parabéns aos vencedores e a todos os demais.

45
Eu nem quero acreditar no que aqui vai.
 Isto até parece uma competição real num mundo real onde muito para lá de ganhar uma corrida estão envolvidos outros interesses, financeiros principalmente, e que levam a comportamentos e atitudes deploráveis, em vários sectores do Mundo, infelizmente.
Eu bato em duas teclas e vou continuar a bater.
 Independentemente da motivação e dedicação de cada um, se não encararem isto como um passatempo, um hobbie, uma brincadeira (séria mais para uns) com as devidas regras obviamente para imperar a ordem e o respeito por todos, vão andar sempre com algum amargo de boca.
 Portanto primeira tecla, sejam felizes e descotnraidos nisto. Já chega as agruras e chatices da vida para moer a cabeça a um gajo. Aqui não morre ninguém, aqui ninguem é despedido, aqui os filhos nao sao violados ou maltratados, não há violencia domestica, nao ha guerra no mundo, nao ha fome.
 
 Outra tecla. Acompanho o trabalho desta equipa "renovada" de Staff desde que foi renovada. Já cá ando antes disso. Já os conhecia antes.
 Nunca, mas nunca, mas nunca, nem enquanto pilotos, nem enquanto pessoas, nem enquanto staff, nem enquanto CAI, nem enquanto nada os vi com uma atitude incorrecta, com uma atitude desleal, com uma atitude de favorecimento, com uma atitude partidária.
  Isto é completamente INJUSTO para com quem tem perdido inúmeras horas para nos servir mais e melhor a cada dia que passa.
  Fazem tanto, mas tanto, mas tanto que é quase desumano.
  Não ganham um tostão com isto senão a satisfação de todos quanto queiram estar aqui.
  Agradeço permanentemente a quem tem o altruismo de dar, e dar, e dar sem nada receber em troca.
  O minimo que se lhes pode dar são criticas positivas e\ou construtivas porque sinceramente, nao vejo disto a abundar por aí.
  O minimo que se lhes pode dar é humanismo pela dedicação, calor humano, agradecimento. E disto, falta muito no mundo, infelizmente.
  Sinceramente, eu até os considero "macios" demais em muitos momentos. Demasiado laissez faire laissez passes em prol de toda a comunidade. E eu até me considero uma pessoa bastante tolerante (basta dizer que em 100 anos de simracing nunca protestei ninguem, mesmo quando nao me pediram desculpas).
   Para dizer mais que ainda maior injustiça e muito menos merecido é este assunto ser assim exposto em toda a comunidade como se de uma calamidade se tratasse, como se o mundo tivesse para acabar.  Se eu fosse staff nao o permitiria. Mas lá está o que eu disse antes....
   Meus caros CAI, STAFF e  todos os que contribuem: continuem com o vosso magnifico trabalho e sendo as magnificas pessoas que são.
  Tenho-vos todo o meu respeito e admiração.
  Não é um dia que faz o Homem, é todo o seu percurso. E que atire a primeira pedra quem nunca errou.

Pages: 1 2 [3] 4 5 ... 105