Show Posts

This section allows you to view all posts made by this member. Note that you can only see posts made in areas you currently have access to.


Messages - Nuno Vitoria

Pages: [1] 2 3 ... 21
1
Depois do merecido descanso de Domingo, eis o report da minha segunda participação numa prova de Endurance. E neste caso vou principalmente falar do carro nº 3, incorporando mais o papel de piloto do que de manager da equipa que apresentou dois carros em competição.

Tínhamos objectivos bastante bem delineados e muito concretos.

Objectivos principais:
- Terminar a prova;
- Não estragar a prova a ninguém;

Objectivos secundários:
- Tirar o maior prazer de um dia em conjunto com os restantes membros da equipa;
- Não terminar em último.

Tínhamos no alinhamento dois pilotos, o Dio Donadel e o José Oliveira, que nunca tinham feito uma corrida sequer em rF2 e para quem a troca de pilotos no mesmo carro era um perfeito enigma. A juntar a isso, correr à noite só aconteceu por breves momentos nos treinos que fizeram durante a semana. Era uma equipa de combate e de evolução, que estaria certamente a evoluir em pista à medida que o tempo fosse passando.

A qualificação ainda mais ajudou a isso, pois fizémos o 28º tempo em 29 carros, com o arranque a ser feito pelo Paulo Viegas. O Paulo tinha uma tarefa bem complicada, pois nenhum de nós tinha antes arrancado numa prova de Endurance e calhava-lhe a ele a "batata quente". Mas ele cumpriu a missão, sem stresses e sem pressas. Levou o carro sem grandes sobressaltos até o entregar nas mãos do José dois turnos depois. Foi o obreiro da grande escalada na classificação, de 28º a 22º.

O José cumpriu na perfeição o que lhe foi pedido: manter o ritmo, concentração e levar o carro de ponto a ponto. Um stint intercalado com o terceiro do Paulo e depois mais dois, sem stresses e sem problemas de maior. A meio da prova, estávamos em 20º lugar.

A nossa estrela internacional Dio Donadel partiu para o risco e compensou. Apostou numa toada ofensiva com pneus macios durante os dois primeiros stints, arriscou num andamento mais vivo e ao ataque. Foi dele a volta mais rápida do carro, já na noite cerrada, e esticou os pneus enquanto estes davam grip. Quando começaram a gemer, parou, meteu borracha nova e voltou a puxar pelo carro como se não houvesse amanhã. Quando me entregou o carro para o primeiro stint éramos 18º, mas ainda havia desfasamento de estratégias. Mas as coisas estavam bem encaminhadas. Depois do meu primeiro stint ainda faria mais outro com pneus médios usados, logo mais cauteloso mas muito bom.

Eu entrei para fechar a corrida a 1h50m do fim e pelas contas da estratégia iríamos estar na luta com Morabia Rebellion, Fossa Racing, DSD Codoil e AVB pelo 15º lugar na última hora, e com vantagem de só parar uma vez enquanto algumas equipas parariam duas. Foi pena termos sido um dano colateral dos travões torrados do carro da Carbor8, mas é corrida. Acontece, e o importante foi não ter "morrido" logo alí. Porque de facto, ao cruzar a meta cumprimos todos os objectivos de forma perfeita, escalando 11 posições na tabela classificativa.

A juntar a isto, o carro nº 4 foi 7º classificado! Muito bom! Por isso, parabéns a toda a equipa PM4 Racing pelo trabalho realizado na preparação desta corrida. Principalmente, chamar à atenção para a prova de fogo dos dois "maçaricos" Dio e José, e para o sacrifício de duas horas que o Ricardo Gama fez todo entupido de alergias e de mais duas horas do Nuno Leite Castro com o volante sem FFB.

Quero também dar os parabéns a todos quantos participaram nestas 12 Horas, principalmente de forma óbvia aos 3 carros da frente: CarOnlineTV Imsim, PTRS e ORM.

Por fim, quero só chamar à atenção para o facto mais alguém ter procurado estabelecer contacto connosco quando o sol nascia, também comigo ao volante do Mclaren... Tenho cara de antena?!


2
Aproveito este tópico para dar os parabéns à organização de mais uma grande prova! Foi um prazer estar presente em mais esta grande prova do Sim Racing nacional.

Quero também aproveitar para enviar um abraço de solidariedade ao Hugo Marques, que viu um resultado soberbo esfumar-se em menos de nada a 45 minutos do fim devido a um problema técnico. Quero dizer-lhe que todos nós, membros do carro nº3 da PM4 Racing, estamos com ele.

Temos a certeza que este problema apenas te fará estar ainda mais forte para as próximas corridas.  :drinks:

Parabéns a todos quantos participaram!

3
Última corrida da temporada, e um DNF forçado por questões de trabalho, pois ligaram-me a meio da prova!  :( :( :( Nunca me tinha acontecido, e custa principalmente por até estar a ter uma corrida bem divertida e de onde poderia retirar o melhor resultado do campeonato.

Por norma, apesar de não achar o traçado de Abu Dahbi particularmente interessante, gosto imenso de correr aqui. Geralmente faço boas corridas e tenho sempre boas lutas, e ontem não foi excepção. Tive boas lutas, ataques, defesas, curvas lado a lado, bem interessante! Pena foi tudo ter acabado como acabou...

Primeiro que tudo, parabéns ao José Almeida pela vitória de ontem! QUE DO-MÍ-NIO!!! Sem espinhas, foi rabo e orelhas!!! (e eis que entra o PAN a dizer que isto é socialmente incorrecto em 3... 2... 1... não?... ok, safei-me desta)  :rofl: :rofl: :rofl: :rofl:

Depois, parabéns a Pedro Gomes, o homem que melhor domína os fórmulas no nosso país! Parabéns também para o Zé Almeida e para o Daniel Inácio, bem como à Codoil e à Cabor8 (e respectivos pilotos) pelos pódios!

Quanto a mim, fico contente pelo resultado final obtido pelo André nos pilotos e pela nossa equipa! O 6º lugar por equipas era o objectivo e não foi atingido graças à desistência mas acontece, mas foi possível essa luta muito devido à bela performance do André ao longo de todas as corridas, culminado com o 2º lugar de ontem! Parabéns mano, estiveste top!!!

No resto, acabo por ser "o outro lado do espelho" do Mário Peixoto.  :biggrin: :biggrin: :biggrin: Não atinei com o carro e com a forma como reagia, a experiência melhorou na segunda metade da época mais por alterações feitas à configuração dos controles no Assetto Corsa do que no setup, e isso repercutiu-se ligeiramente nos resultados. A aplicação do DRS tem claras limitações particularmente nas definição de zonas de activação. Além disso, na realidade o DRS só abre quando a direcção de corrida o permite, logo o DT atribuido por se carregar no botão fora da zona é irrealista. São opiniões, óbvio, mas esta é a minha.

Quanto ao Assetto Corsa em si, em fórmulas definitivamente nunca mais. O que eu temia aconteceu, que foi um uso abusivo da parte de muitos pilotos de um sistema de danos perdulário. Ou seja, foi mais um Touring Car Series de rodas abertas do que um campeonato de Fórmulas. Nenhum fórmula suportaria o vôo que eu fiz ontem na curva 3 sem qualquer dano de suspensão. Fiz um pião e a forma mais segura de sair dalí foi esbarrar a frente contra o muro, para não estragar a corrida a ninguém, e assim perder apenas 3 posições, quando o normal seria esperar que toda a gente passasse, cair para último e fazer seguramente marcha atrás. Não o fiz, esmurrei a frente na parede, pois sabia que o dano provocado na asa seria ínfimo àquela velocidade, quando na realidade ou noutro sim aquele movimento me obrigaria a uma volta lenta sem asa frontal e a uma paragem na boxe. Assim sendo, isto não é correr de fórmulas, é correr de carros carenados. São opiniões, óbvio, mas esta é a minha.

A minha opinião não se baseia apenas em resultados, que efectivamente não foram muito interessantes para mim. É verdade que tive bons momentos, que me diverti em lutas por posição, em que destaco as várias que tive com o Vitor Costa, o Fábio Costa e o Francisco Reis. No entanto, não considero este o melhor Formula Series em que participei. Acho que no que diz respeito a fórmulas, o RF2 deixa o Assetto Corsa a milhas, e por essa questão considero que foi um passo atrás neste grande campeonato relativamente ao ano passado. O carro do ano passado até podia não ser o melhor, mas a Studio 397 publicou os Tatuus este ano, que teriam sido uma excelente opção (e também com DRS).

À parte disso, se este não foi o melhor campeonato de fórmulas em que já participei, é inegável que tomara outros campeonatos (fórmulas ou não) serem tão bons quanto este. Excelente trabalho do Staff e particularmente do Francisco Reis neste campeonato. Sempre a tempo, grandes transmissões, um esforço imenso que tem de ser realçado e resolução rápida nos problemas com que se depararam. Não houve Mónaco, mas a opção por Abu Dahbi foi muito boa! É por isto que a PTSims é a comunidade em que a PM4 Racing mais pilotos tem a correr e onde tem a maior parte da sua actividade. Muito obrigado por este campeonato, apesar de eu ser um velho ranzinza.

Venha o Touring Car Series!  :yahoo: :yahoo: :yahoo: :yahoo:

4
Não houve muito treino para esta prova da minha parte, pois o tempo não deixou e a realidade é que já ando a preparar outras jornadas, porque esta ficou arrumada no início. De qualquer das formas Suzuka é uma pista especial para mim, da qual gosto muito e onde obtive dos melhores resultados na minha carreira de simracer, tendo sido 2º classificado em duas ocasiões (sim, é verdade, isso já aconteceu e o Mundo não acabou) e é a pista onde liderei uma corrida durante o maior número de voltas (sim, é verdade, isto também já aconteceu e o Mundo ia acabando... mas não acabou).

Por isso, desconhecimento da pista era coisa que não podia alegar, apesar de estar certo que um resultado extraordinário só aconteceria se o mundo acabasse.

Qualy:
A desgraça do costume. O treino que fiz foi principalmente em corrida e verifiquei que por norma retira-se 2 a 3 seg no tempo de qualy. Pois bem, eu retirei pouco mais que 1 seg. Deu para o 19º tempo, a segunda vez consecutiva no top 20, o que é uma daquelas pequenas vitórias que um tipo tenta arranjar quando a coisa está mesmo má, do tipo "Ena, vivo dentro de uma latrina, mas hoje estou feliz porque o almoço do pessoal foi servido com água de rosas como bebida!" ou "Estou feliz porque dos 8 dedos que me iam cortar apenas conseguiram cortar 4 porque entretanto a serra eléctrica partiu a corrente!" ou ainda "Hoje é um dia bom, porque continuo a ser descriminado, continuo a não poder frequentar certas ruas, edifícios e serviços, continuo a não ter os mesmos direitos dos outros, mas ao menos legalmente já não sou escravo!". O sentimento é algo parecido com isto...

Race:
O objectivo era o mesmo das últimas duas provas: chegar ao fim sem precalços. Curiosamente, tal como na Índia fui escalando na classificação nas primeiras voltas. Logo no arranque, o Vitor Costa arrancou pior e eu consegui colocar-me lado a lado. Houve um C8R que também veio para o meio, e eu com o receio acabei por tocar roda com roda no Vitor (penso que sem consequências para ele) e na T1 três pilotos engalfinharam-se. No fim da volta 1, houve a já referida ultrapassagem ao João Abrantes e depois foi acompanhar um grupo de uns 5 ou 6 pilotos. Andei alí pelo 11º e o 12º lugares até começarem a parar os primeiros pilotos, lá pela volta 12, altura em que cheguei a entrar no top 10 mas perdi posições pouco depois, com um alargamento nos SSS que podia ter corrido muito mal.

Aguentei os Médios até à volta 20, altura em que pretendia parar para meter Softs, e aí sim dá-se o golpe de teatro. Na travagem para a Spoon, a traseira foge-me e fico atravessado na curva, numa altura em que o Ricardo Fernandes e outro piloto me perseguiam por posição. O Ricardo acertou-me em cheio na lateral esquerda e o outro piloto (que não me recordo quem era mas penso ser um Playteam) acabou na relva. A ambos as minhas mais sinceras desculpas pela nabice. :( Fiquei mesmo podre por isto acontecer precisamente na volta em que tinha planeado parar na boxe!!!

Depois foi levar o carro até ao fim, sendo que o final foi animado pela chegada do Fábio Costa à minha traseira. Resisti até onde pude, fiz-lhe uma ultrapassagem na T1 a recuperar a posição perdida antes na chicane que me deu um gozo do catano, mas a dada altura tive mesmo de atirar a toalha ao chão e aceitar o 16º lugar como posição final!

Parabéns ao Pedro Gomes pelo domínio incrível que teve ontem, ao Zé Almeida e ao David Santos pelo pódio obtido.

Rumo a Abu Dabhi para acabar isto e ver se a PM4 Racing garante o objectivo definido no início: o 5º lugar por equipas, de preferência com o André também em 5º nos pilotos.

EDIT: afinal não era um Playteam na spoon... Foi outra vez o Director de Prova a levar comigo... Ando mesmo a arranjar "amigos" importantes, eu... Desculpa lá, Francisco!

5
João, o suposto dive-bomb fui eu quem o fez. Não me restou outra opção quando desaceleraste imenso na 130R e eu evitei entrar na tua traseira dentro indo para o lado direito. Depois, chegamos à zona de travagem lado a lado. O grip na parte de dentro da pista é menor e um dos pneus bloqueou, mas foi uma manobra perfeitamente controlada. Fiquei com a ideia de te ter dado espaço suficiente por fora, mas se tal não aconteceu, não só terás razão para protestar ao CAI como eu assumirei a minha culpa. Quanto ao abrandar o teu ritmo, aí é corrida. Também eu tive de abrandar o meu, pois ia o pelotão todo compacto, andar colado ao da frente é quase impossível naqueles SSS pois o apoio aerodinâmico vai-se todo embora, além de Suzuka ser uma pista estreita. Compreendo a tua visão dos factos na travagem para a chicane, apesar de à partida não concordar com ela de momento (amanhã verei o meu onboard) pois no teu assento a visão é outra, mas o resto da volta até ao teu acidente foi algo perfeitamente normal.

6
Formula Series 2020 / Re: Formula Series 2020: Live Streams
« on: March 02, 2020, 13: 53 »
Hoje estreia-se (se o Youtube colaborar, coisa que ontem não estava para aí virado) o canal de Youtube da PM4 RACING!!
Como gostamos sempre de inovar, nesta primeira transmissão onboard o escolhido fui eu, para toda a gente poder perceber ao pormenor como são as traseiras dos carros que hoje compõem a grelha do Formula Series 2020!!!

Por isso, não percam logo à noite, ou quando puderem, mais este marco na nossa história!


7
Finalmente, uma corrida a um nível minimamente decente, que me deu algum gôzo.

O trabalho realizado ao longo da semana focou essencialmente em perceber como funciona o AC e como configurar o meu equipamento, principalmente ao nível dos travões. Andei até agora a tentar perceber como raio travar. Já encontrei um compromisso, depois disso foi aprender o circuito e adaptar a condução às novas configurações. Nesse aspecto, tenho de agradecer ao Ricardo Gama a ajuda que me deu nestes dias.

Qualy:
Há, no entanto, coisas que não mudam. Não consegui meter um sacana de um tempo de jeito, maioritariamente por culpa própria, por ter receio de arriscar num período e por arriscar demais no outro. Tinha um tempo de 1:41 baixo no servidor durante os treinos, e tinha a factual ideia que chegaria ao 1:40, pois cheguei a estar a retirar mais de 0,5 nesses mesmos treinos. A realidade é que fui 1 seg mais lento na sessão de qualy ontem, o que me relegou para o 19º lugar.

Race:
Sabia que tinha bom ritmo, ou pelo menos melhor ritmo comparativamente com o que tinha nas corridas anteriores. Isso verificou-se claramente na primeira parte do stint de médios que fiz. A dada altura, estava em 9º lugar e a rodar bem, sem stresses. Boas lutas, a defender e a atacar posições. Uma corrida a sério, como ainda não tinha tido neste FS 2020. No entanto, a dada altura falhei na entrada da curva 2, pisei o corrector e virei, perdendo 3 posições. Mas continuava na luta, junto com o grupo que perseguia o 8º lugar.
A coisa piorou claramente depois de parar na boxe, para pneus duros. Ainda tinha borracha nos médios, mas tentei jogar com um possível undercut. A realidade é que tinha evidente dificuldade em aquecer os pneus, mesmo com pressões muito baixas nas 4 rodas, e isso causou-me alguns dissabores, pela instabilidade em curvas rápidas e pela falta de tracção. Numa dessas perdas de tracção, distraí-me e carreguei no DRS, levando ao inevitável Drive Through. Tentei defender-me dentro do possível, mas não forçando tanto como no princípio, levando o carro até ao fim para um honroso 14º lugar, o melhor resultado da época até agora.
Durante o primeiro stint, tive um encontro imediato com o Francisco Reis, em que fizémos a curva 3 lado a lado mas não lhe dei espaço suficiente uma vez que o carro arrastou mais do que devia, e o Francisco foi obrigado a ir fora. Apresentei logo as minhas desculpas no fim da corrida. :(

Venha Suzuka, de preferência mantendo o nível de divertimento.

8
O Saleen é um carro que trazia a mim e ao Ricardo Gama boas recordações, pois foi com um destes que fizémos dupla pela primeira vez nos primórdios da PM4 Racing. E deu histórias tão bonitas como quando o Gama ia destacado na frente em Sebring, 40 seg de avanço, pára na boxe para o servicinho natural... e acaba desclassificado por ter desligado as luzes do carro porque achou que estava a encandear os mecânicos dos adversários. Logo quando decidimos participar neste Special Event a escolha não podia ser outra, para mais porque o AC não tem noite e por isso o Ricardo não se poderia sentir tentado a fazer outra igual!

A qualy foi uma miséria, como têm sido quase todas as sessões do género ultimamente. 10º lugar, mas ao menos fiquei à frente do José Almeida!!!  :party: :party: :party: :party: :party: :party: :party: :party:
"Ah e tal, mas ele estava de GT2!" Desculpas...

A corrida começou e fui subindo posições, ora por erros dos outros, ora por uma ou outra ultrapassagem, chegando ao 6º lugar com o Carlos Rodrigues e o João Abrantes bem perto. A dada altura, a sair da paragem do autocarro, o carro dá um toque no corrector do lado esquerdo (malandro, isso não se faz, como raio foi ele para alí?!?!), a traseira vai-se embora e o Saleen mordeu de forma esfomeada o muro do lado esquerdo, mesmo de boca!! Ainda por cima, fiquei virado ao contrário, pelo que tive de andar um bocadinho em sentido contrário rezando aos santinhos para não ser desclassificado, dar a volta e seguir caminho. Fui levando o carro até ao fim, de forma mais ou menos pacífica, com algumas lutas e passando 3 ou 4 vezes pelo Sérgio Miranda, pensando que ele estava a andar pouco em recta para um GT1... "Oh Nuno, you funny guy!!!"

Fiquei em 8º e mais uma vez à frente do Almeida! "Ah e tal, mas ele..." AHHHH SHUT UP, YOU WEENER!!! Sempre a chorar, sempre a chorar, sempre a chorar... Esta voz da consciência é mesmo choninhas, sempre com desculpas...

Parabéns ao Gama, ao Sandro e ao Fernando pelo pódio GT1, ao Zé, ao Sérgio e ao Mário pelo pódio GT2 e à Codoil pela vitória por equipas.

9
titleMercado de Pilotos / Re: PM4 Racing - The deal is now real!!
« on: February 19, 2020, 09: 56 »

No ano em que a PM4 RACING fará 9 anos de existência, e graças ao espírito de iniciativa dos mais recentes pilotos da equipa que apresentaram uma visão fresca e propostas bem apelativas, depois de um facelift em 2018, decidimos mudar radicalmente a nossa imagem. A equipa uniu-se em volta desta tarefa, aprumando entre todos as propostas apresentadas e o resultado final é do agrado de todos. Assim, a PM4 RACING tem a partir de hoje uma imagem mais moderna, mais dinâmica e mais apelativa. Um novo esquema de cores, mais dinâmico, surgirá em pista pela primeira vez no Special Event de GT Revival da PTSims, o que não deixa de ser até irónico (nova imagem em carros mais antigos).

Caros amigos e adversários, eis a nova PM4 RACING:


No meio de toda esta dinâmica de equipa, com a entrada no mundo do GT Sport entre as novidades, achámos por bem expandir o negócio para uma área que tem tudo a ver com o desporto motorizado: a música!

Pois é, meninos: a PM4 RACING editou o seu primeiro single, e já temos datas marcadas para o Verão em várias festas de aldeia da zona de Torres Novas! Com música de Ricardo Gama, guitarra de André Vitória e letra de moi méme, Nuno Vitória, a música "PM4" está desde hoje disponível nas diversas plataformas e promete ser o hit das discotecas na próxima época balnear!

Com um grande som de fundo, esta é a futura PM4 RACING!


E para quem quiser cantarolar, aqui fica a letra da canção!  :blush: :blush: :blush:

Nervos, suor, tensão
Bater em pista
O bom, o rival e o vilão
Apex à vista.

Histórico, oval, citadino
Muro presente
Recordo paixões de menino
Linha da frente!

Colar, passar e ultrapassar
Guiar com raça,
Bandeira de xadrez a voar
Erguer a taça.

Power, coast, pump e preload
Mais asa atrás,
Fuel, rake e o engine mode
Eu sou capaz

Bridge:
Com o motor a carborar
No conforto do meu lar.

Refrão:
Meto pressão
Forço o da frente a vir comer na minha mão.
A multidão
Grita por mim com orgulho e emoção.

Ser campeão
Bater o Senna, o Prost e mais os que virão.
Nunca torcer, prefiro que parta
Puxo! E Meto Quarta

10
Era uma vez um tipo que foi metido num poço. Esse tipo era obrigado todos os dias a acartar baldes de água de manhã à noite debaixo de um sol abrasador e a levar vergastadas pelas costas abaixo. Ao princípio, refilava e queixava-se da violência que sofria, mas depois percebeu que se calhar não valia a pena andar armado aos cucos, porque no fundo estava alí porque enforcou mulheres e crianças numa cidade do Velho Oeste, e então devia limitar-se a aproveitar o que de melhor havia na sua vida, que era os momentos em que via o Sol e em que molhava os pés no rio para encher os baldes, mesmo com um pau a comer-lhe as costas de 10 em 10 segundos. E viveu na choldra feliz para sempre (que foi mais ou menos umas 3 semanas). FIM.

Esta é mais ou menos a minha história neste Formula Series. Andei a queixar-me e a sofrer com tudo o que me aparecia pela frente, mas mais vale resignar-me a três coisas: que sou uma nódoa, que qualquer coisa se perdeu neste ano que passou e que o melhor é aproveitar enquanto o carro está em pista. E pronto, é esta a filosofia adoptada já mais ou menos na corrida passada e que mantive para esta prova.

Resultado: melhor qualificação da temporada, com o 17º lugar e pela primeira vez a melhorar a volta da qualy face ao obtido nos treinos! Ena, esta vergastada nas costas já doeu menos que as outras!! Estarei a ganhar calo?!?!

Vamos para a corrida, e faço um arranque cauteloso, na boa, e acaba por ser uma primeira volta certinha. Sou passado depois na 2ª volta na 2ª variante numa manobra perfeitamente normal, ainda fazemos a discussão lado a lado nas duas curvas que compõem a chicane (não me lembro com quem foi, sorry) e tudo sem stress e muito bem, e depois de ele consumar a ultrapassagem e eu estar já pronto para acelerar rumo à primeira curva Lesmo, o capataz achou que a vara de figueira era mole demais e dá-me com um tronco de carvalho nas costas. PATAAAAAAAN!!!!! Nem sei quem foi nem como foi, sei que foi uma trolhada em recta que me arrumou de frente para o muro. Como para regressar à pista tinha de fazer marcha atrás e meter instantâneamente a traseira do carro no asfalto, tive de esperar que meia grelha passasse, né? Aqui, honestamente, terei de ver a repetição, pois apesar de todos os cuidados e depois de confirmar da forma possível se não vinha ninguém, lá andei para trás um pouco e ouvi um barulho estranho. Olhei para a esquerda mas não vi ninguém... Penso que não acertei em ninguém que fosse a passar, mas terei de confirmar na repetição, e fazer a devida penitência depois disso.

A partir daí, a moral caiu, os erros parvos apareceram, a concentração foi-se dissipando, e tudo culminou numa estupidez conjugada com nabice quando o Pedro Lebre se aproximava para me dobrar. Faço mal a primeira curva da variante Ascari, evitei o pião mas entrei pela gravilha do lado direito, e nas várias manobras para controlar o carro acabo por o meter no asfalto mesmo no apex da variante. O Pedro para não me bater desviou-se para a gravilha do outro lado, largou três pinguinhas certamente, mais dois tipos passaram e largaram só duas pinguinhas, e assim ele perdeu duas posições. Tive logo o cuidado de ir no final da corrida falar com ele no TS, que é aquilo que quem comete nabices e prejudica corridas das outras pessoas deve fazer numa sociedade normal. Chama-se "regras de cavalheirismo em pista"...

Depois deste incidente, decidi que quando cumprisse 30 voltas arrumaria o carro na boxe, pois seguia em 24º lugar em 24 pilotos a uma distância de 12 segundos do 23º, e assim pouparia outros pilotos a tropelias. Só que a 6 ou 7 voltas do fim, passei para 23º por uma paragem na boxe de um adversário, e depois mais outra deu-me o 22º. Com os abandonos das últimas voltas, cheguei ao 20º lugar final.

Não fiquei em último, tive uma qualificação boa e diverti-me durante volta e meia. A água que me passou pelos pés estava por isso bem agradável. Pode ser que na próxima me deixem também beber um bocadinho...

Parabéns ao Pedro Gomes, ao Tiago Lapa e ao David Santos!

11
titleMercado de Pilotos / Re: PM4 Racing - The deal is now real!!
« on: February 17, 2020, 12: 32 »
Quarta-feira, dia 19, temos novidades na apresentação das skins para o GT Revival Special Event. Não percam...


12
PS: Evitei ao máximo mas a partir de agora quem não respeitar as bandeiras azuis vai ser reportado ao CAI.
Acho bem! Penso que esse tem sido um problema recorrente nos últimos campeonatos e que tem de ser mitigado. Não pelo que tenho sentido (os resultados evidenciam isso :lol: ), mas pelo que tenho assistido neste campeonato e já no GTS 2019.

13
MISÉÉÉÉÉÉÉÉÉÉÉÉÉÉÉÉÉÉÉÉÉÉÉÉÉÉÉÉÉÉÉÉÉÉÉÉÉÉRIA!!!!

A corrida valeu pela fase inicial, em que me mantive num grupo de uns tantos e em que tive de suar e fazer o Fábio suar, culminando com uma ultrapassagem que lhe fiz no Eau Rouge. Mais tarde, arrisquei numa tentativa de ultrapassar o Pedro Lebre, saí muito mais rápido de Pouhon, arrisquei a passagem por fora na curva 13, mas ele não me viu e ao chegar-se para a esquerda tocou-me e atirou-me para a relva... Fui optimista e arrisquei numa tentativa de poder lutar com ele a falta de velocidade de ponta nas zonas de recta, e correu mal...

A partir daí, mais uma corrida sozinho, com alguns erros que inviabilizaram qualquer possibilidade de reagrupar com os restantes, e culminando com um motor partido por distracção a duas voltas do fim. E é este o meu Formula Series 2020... 

 :suicide2:

14
@José Almeida , é de homem o que fizeste! Aqui fica a minha sincera vénia!

15
Na corrida, um arranque em posições de todo não habituais, senti um bocado a pressão nas primeiras voltas. O Rui passou-me facilmente e depois fiquei ali a fazer de escudeiro a atrasar o David Santos. Com o DRS lá me conseguiu passar e a partir daí atinei com o ritmo e fiquei mais sossegado no 5º lugar. Algumas voltas depois o Rui fez um pião e pouco depois só vi o carro do David cheio de fumo encostado numa recta. Voltei ao 3º lugar com distância segura para o Fernando Silva e o Ricardo Fernandes que vinham em luta atrás. Quando comecei a perder terreno para o Ricardo foi altura de parar e montar os duros. A estratégia correu bem e no final das paragens continuava em 3º, agora com +- 10seg de vantagem para o André Vitória. Foi sempre a gerir mas na penúltima volta ainda apanhei um susto, não consegui evitar um toque no Nuno Vitória (penso eu, o carro pareceu-me ser um PM4) após este ter feito um pião na T2 e fiquei com a asa da frente a vermelho. :shok: O carro ficou muito mau nas curvas rápidas mas com apenas 2 voltas para cumprir lá me consegui aguentar no pódio! :heat:

Yeap, foi comigo. Ainda mais essa... Fiz o pião e devido à fraca velocidade não deu para sair, e por isso preferi ficar quietinho, a ver se ninguém me batia... Desculpa a nabice. Ontem foi mesmo daqueles dias...