Author Topic: 12 Horas de Portimão: Apresentação / Informações e Downloads  (Read 1170 times)

0 Members and 1 Guest are viewing this topic.

Offline José Almeida

  • Diretor de Operações | Administrador
  • Lenda
  • *****
  • Posts: 5123
  • Liked: 1472
    • View Profile
  • Simulation Hardware: Logitech G27

Portugal Endurance Series estreia calendario de 2020 em Portugal!

Depois do sucesso dos eventos piloto no ano transato, a organização do PTES, ainda constituida pela PTSims, Rquatro e SlipStreamSims, apoiada pela GTC Race Center, eSports Simracing e Simracing Portugal, anuncia 4 provas para 2020, sendo que a primeira é na pista portuguesa de Portimão.

Será no dia 28 março que as equipas e os pilotos serão postas à prova, ao volante dos GT3, ao longo de 12h, nas subidas e descidas do desafiante traçado do Autodromo Internacional do Algarve.

O simulador será o rFactor 2 e serão usadas as duas expansões de GT3 disponíveis. A transmissão será assegurada pela eSports Simracing.

As inscrições abrem no dia 3 de março e durante as primeiras 24h, só serão aceites inscrições de pilotos e equipas  participações prévias em eventos do PTES. A partir de dia 4 as 00h, as inscrições serão livres.

Esperemos contar convosco para tornar o Portugal Endurance Series ainda maior em 2020.



Simulador: RFactor 2 (Ultima Versão Disponível)
Simulator: RFactor 2 (Latest Version Available)



Downloads

GT3 Challengers Pack - (https://store.steampowered.com/itemstore/365960/detail/1005)
GT3 Power Pack - (https://store.steampowered.com/itemstore/365960/detail/1001)
SimSync Pro - (http://www.r4-sims.com/Files/rFactor2/SimSyncPro_R4_rF2.rar)
NOTA IMPORTANTE: Devem desinstalar e apagar todo o conteúdo anterior do PTES - 12h Bahrain

Autodromo Internacional do Algarve - (http://steamcommunity.com/sharedfiles/filedetails/?id=1131107775)

Templates - https://1drv.ms/u/s!AuFgusJuBTNnhpEs5a0JmetptldnFA?e=k3Heae%5Bi

NOTAS:
- Devem desinstalar e apagar todo o conteúdo anterior do PTES - 12h Bahrain
- O Simsync irá actualizar, essa actualização ira fazer com que deixe de abrir. Para repor o funcionamento terão de apagar o ficheiro SimSyncPro.exe.config



CONDIÇÕES DE CORRIDA
RACING CONDITIONS


Partida: Lançada com Pacecar
Start: Roling Start

Danos: 80%
Damage: 80%

Desgaste Pneus: X1
Tire Wear: x1

Meteorologia: Real
Meteorology: Real

Tempo de Corrida: x2
Race Time Lapse: x2




REGRAS
RULES


• Regulamento/Rules on Track (https://1drv.ms/b/s!AuFgusJuBTNnhpEqzb-rq0bJrR5dMQ?e=WjM7XT)

• Seguir as normas do tópico REGRAS EM PISTA
• Follow the rules of the topic Rules on Track

• A inscrição neste campeonato implica a aceitação das regras da comunidade.
• Registration for this championship implies acceptance of the community rules.



SERVIDORES
SERVERS


Teamspeak
IP Address: 151.80.40.162
Password: ptsims

SERVIDOR DE JOGO
GAMING SERVER

Nome / Name: PTES 12H Portimao
Senha / Password: teste

Depois do fecho das inscrições iremos fornecer a senha final
After registration is closed the final password will be made available



Responsáveis/Comissários
Race Control

• Jorge Alves (SSS)

• Bruno Sousa (SSS)

• Miguel Cabral (R4)

• João Moutinho (R4)

• Luís Dinis (R4)

• José Almeida (PTsims)
« Last Edit: March 06, 2020, 12: 21 by José Almeida »

Offline José Almeida

  • Diretor de Operações | Administrador
  • Lenda
  • *****
  • Posts: 5123
  • Liked: 1472
    • View Profile
  • Simulation Hardware: Logitech G27
« Last Edit: March 30, 2020, 19: 41 by José Almeida »

Offline Carlos Santos

  • Team Principal - PTSims Racing | Staff
  • Experiente
  • ****
  • Posts: 830
  • Liked: 547
    • View Profile
    • Double Seven Driver Youtube Channel
  • Simulation Hardware: Obutto oZone w/ custom triple mount EVGA GTX 1080 FTW + 3xIPS 27'' Base:Fanatec CSW V2 Rims:BMW_GT2+Formula_Wheel Pedals:Fanatec CSP V3 Shifter:Fanatec CSS SQ V1.5 Handbrake:Fanatec ClubSport Sims:rFactor2+Assetto Corsa
A Codoil Motorsport está pronta para as 36 horas de Portimão. Junta-te bordo dos nossos Mclarens 720s para mais uma epopeia em terras algarvias.

Sábado a partir das 14h acompanha-nos no Youtube:


(Clica na imagem)

Ou na tua plataforma preferida:


Suporta o canal e participa no chat  :drinks:

Help the channel, thanks for your support:
https://streamlabs.com/doublesevendriver
Use our link when buying at Fanatec:
https://www.fanatec.com/?utm_medium=FAP+Banner&utm_source=DoubleSevenDriver&utm_campaign=General+Links&a_aid=DoubleSevenDriver

#CodoilMotorsport
#DoubleSevenDriver
« Last Edit: March 28, 2020, 14: 23 by Francisco Reis »

https://www.youtube.com/DoubleSevenDriver
Support the channel, buy at Fanatec using our link bellow:

Offline Nuno Vitoria

  • Team Manager
  • Veterano
  • ****
  • Posts: 2311
  • Liked: 729
  • Speed Addicted
    • View Profile
    • PM4 Racing Official Website
  • Simulation Hardware: Fanatec Porsche 911 GT3 RS; Fanatec CSR pedals; Intel Core i5 760 @2.8 Ghz; 8 Gb RAM; ASUS nVidia GTX660; Samsung SyncMaster 22''; Peluche Ursinhos Carinhosos Resingão.
Aproveito este tópico para dar os parabéns à organização de mais uma grande prova! Foi um prazer estar presente em mais esta grande prova do Sim Racing nacional.

Quero também aproveitar para enviar um abraço de solidariedade ao Hugo Marques, que viu um resultado soberbo esfumar-se em menos de nada a 45 minutos do fim devido a um problema técnico. Quero dizer-lhe que todos nós, membros do carro nº3 da PM4 Racing, estamos com ele.

Temos a certeza que este problema apenas te fará estar ainda mais forte para as próximas corridas.  :drinks:

Parabéns a todos quantos participaram!
« Last Edit: March 29, 2020, 18: 47 by Nuno Vitoria »
I'm a RACER among RACE CAR DRIVERS - Gilles Villeneuve

Offline Nuno Vitoria

  • Team Manager
  • Veterano
  • ****
  • Posts: 2311
  • Liked: 729
  • Speed Addicted
    • View Profile
    • PM4 Racing Official Website
  • Simulation Hardware: Fanatec Porsche 911 GT3 RS; Fanatec CSR pedals; Intel Core i5 760 @2.8 Ghz; 8 Gb RAM; ASUS nVidia GTX660; Samsung SyncMaster 22''; Peluche Ursinhos Carinhosos Resingão.
Depois do merecido descanso de Domingo, eis o report da minha segunda participação numa prova de Endurance. E neste caso vou principalmente falar do carro nº 3, incorporando mais o papel de piloto do que de manager da equipa que apresentou dois carros em competição.

Tínhamos objectivos bastante bem delineados e muito concretos.

Objectivos principais:
- Terminar a prova;
- Não estragar a prova a ninguém;

Objectivos secundários:
- Tirar o maior prazer de um dia em conjunto com os restantes membros da equipa;
- Não terminar em último.

Tínhamos no alinhamento dois pilotos, o Dio Donadel e o José Oliveira, que nunca tinham feito uma corrida sequer em rF2 e para quem a troca de pilotos no mesmo carro era um perfeito enigma. A juntar a isso, correr à noite só aconteceu por breves momentos nos treinos que fizeram durante a semana. Era uma equipa de combate e de evolução, que estaria certamente a evoluir em pista à medida que o tempo fosse passando.

A qualificação ainda mais ajudou a isso, pois fizémos o 28º tempo em 29 carros, com o arranque a ser feito pelo Paulo Viegas. O Paulo tinha uma tarefa bem complicada, pois nenhum de nós tinha antes arrancado numa prova de Endurance e calhava-lhe a ele a "batata quente". Mas ele cumpriu a missão, sem stresses e sem pressas. Levou o carro sem grandes sobressaltos até o entregar nas mãos do José dois turnos depois. Foi o obreiro da grande escalada na classificação, de 28º a 22º.

O José cumpriu na perfeição o que lhe foi pedido: manter o ritmo, concentração e levar o carro de ponto a ponto. Um stint intercalado com o terceiro do Paulo e depois mais dois, sem stresses e sem problemas de maior. A meio da prova, estávamos em 20º lugar.

A nossa estrela internacional Dio Donadel partiu para o risco e compensou. Apostou numa toada ofensiva com pneus macios durante os dois primeiros stints, arriscou num andamento mais vivo e ao ataque. Foi dele a volta mais rápida do carro, já na noite cerrada, e esticou os pneus enquanto estes davam grip. Quando começaram a gemer, parou, meteu borracha nova e voltou a puxar pelo carro como se não houvesse amanhã. Quando me entregou o carro para o primeiro stint éramos 18º, mas ainda havia desfasamento de estratégias. Mas as coisas estavam bem encaminhadas. Depois do meu primeiro stint ainda faria mais outro com pneus médios usados, logo mais cauteloso mas muito bom.

Eu entrei para fechar a corrida a 1h50m do fim e pelas contas da estratégia iríamos estar na luta com Morabia Rebellion, Fossa Racing, DSD Codoil e AVB pelo 15º lugar na última hora, e com vantagem de só parar uma vez enquanto algumas equipas parariam duas. Foi pena termos sido um dano colateral dos travões torrados do carro da Carbor8, mas é corrida. Acontece, e o importante foi não ter "morrido" logo alí. Porque de facto, ao cruzar a meta cumprimos todos os objectivos de forma perfeita, escalando 11 posições na tabela classificativa.

A juntar a isto, o carro nº 4 foi 7º classificado! Muito bom! Por isso, parabéns a toda a equipa PM4 Racing pelo trabalho realizado na preparação desta corrida. Principalmente, chamar à atenção para a prova de fogo dos dois "maçaricos" Dio e José, e para o sacrifício de duas horas que o Ricardo Gama fez todo entupido de alergias e de mais duas horas do Nuno Leite Castro com o volante sem FFB.

Quero também dar os parabéns a todos quantos participaram nestas 12 Horas, principalmente de forma óbvia aos 3 carros da frente: CarOnlineTV Imsim, PTRS e ORM.

Por fim, quero só chamar à atenção para o facto mais alguém ter procurado estabelecer contacto connosco quando o sol nascia, também comigo ao volante do Mclaren... Tenho cara de antena?!

« Last Edit: March 30, 2020, 16: 46 by Nuno Vitoria »
I'm a RACER among RACE CAR DRIVERS - Gilles Villeneuve

Offline José Almeida

  • Diretor de Operações | Administrador
  • Lenda
  • *****
  • Posts: 5123
  • Liked: 1472
    • View Profile
  • Simulation Hardware: Logitech G27
Resultados adicionados ao primeiro post.

Para os mais curiosos, têm o report detalhado no seguinte link: http://www.r4-sims.com/eventos/2020/PTES/12HPortimao/2020-03-28-12H_Portimao.html?fbclid=IwAR2UNfO2Ql6FZP2OvAPdOWVLQikzt2fxcvIhXq0S1Za_a-kG91bh0RmdIgY


Offline Mário Peixoto

  • Escrivão e
  • Gestor de Redes Sociais | Staff
  • Lenda
  • ****
  • Posts: 19974
  • Liked: 2430
    • View Profile
  • Simulation Hardware: Fanatec CSL Elite Base+ | Fanatec McLaren GT3 Wheel | Fanatec ClubSport Pedals v2
Um curto report do McLaren 720S #77 da Codoil! ;)

É a minha segunda participação no PTES (fiz o Bahrain) e penso que esta correu melhor, a começar desde logo pela pista. O traçado era claramente mais simpático em termos de FPS e possíveis problemas. Foi pena a malta dos AV não conseguir participar ou a grelha estaria ainda mais composta. Ainda assim, uma bela prova em que praticamente não houve desistências, mesmo pilotos que iam a 30 voltas do líder.

No #77, fui eu a começar. Como saí do final da grelha, a ideia era ir levando o carro o melhor que podia sem incidentes. Tínhamos combinado fazer 2 stints cada um no início e depois 1 stint cada para poupar a malta e evitar falhas de concentração. Consegui uma recuperação até 14º (penso), fruto de um andamento estável e sem erros, altura em que entreguei o carro ao Rui Martins, que logrou subir mais algumas posições (salvo erro até 11º). O Francisco Reis foi o último a pegar no McLaren e estava tudo a correr bem, mas infelizmente nesta altura o azar tocou-nos e não mais nos largou até ao final da corrida. Sem motivo aparente, o 720S fez uma redução dupla durante o turno do Francisco e automaticamente o motor partiu. Levámos DQ e esperamos 10 minutos na boxe como mandam as regras. Continuámos a rodar embora tivéssemos caído muitas posições. O Francisco passou-me o carro novamente, fiz 1 hora e passei ao Rui, o Rui passou ao Francisco 1 hora depois. Íamos lentamente recuperando uma ou outra posição assim.

Novamente no turno do Francisco o azar tocou-lhe: a ligação caiu e o McLaren achou que era boa ideia partir o motor nesse preciso momento também, pelo que levámos outro DQ e ficámos mais 10 minutos na boxe. :biggrin: Não sabemos bem o que aconteceu aqui, assumimos que no momento em que a ligação se perdeu, o Francisco ia a reduzir uma velocidade e o carro ficou preso naquele estado, partindo assim o motor. Enfim, não desistimos e com mais algumas trocas e ainda um acidente que obrigou a reparação, lá levámos o #77 até ao final! A posição não interessa muito, o que realmente queríamos era terminar e que fosse um dia bem passado. E sem dúvida que foi! A Codoil levou 3 carros, os 3 carros terminaram e o nosso TS esteve absolutamente on fire. Por isso, valeu por tudo! :dance3:

Parabéns aos vencedores, ao pódio e a todos os que terminaram!! Um enorme obrigado à organização por proporcionar mais uma bela corrida de resistência! ;)

Críticas praticamente não tenho, só ao rF2 mesmo. Continua a ser um simulador onde configurações escondidas em ficheiros .JSON e coisas totalmente aleatórias sem qualquer informação oficial podem deitar uma corrida a perder. O nosso carro #23 ficou sem potência numa subida, não sabemos porquê. Sabemos que há desgaste do motor no rF2, mas ninguém faz a mais pequena ideia como funciona (nem a Studio diz). Um dos Carbor8 ficou sem um travão de disco, também já sabemos agora que o rF2 simula desgaste dos travões, mas como? Novamente, não há dados. Será que há desgaste da caixa de velocidades também? Embraiagem? Não se sabe, é uma incógnita. Adorava que fosse esclarecido, mas a Studio provavelmente prefere jogar com a incerteza. :ok: Ou então nem eles sabem, é o mais provável.

Para tudo correr bem, não é só preciso que os pilotos não tenham azares. É preciso rezar e fazer mil mezinhas para garantir que o simulador não faz coisas estranhas do nada. Por mais precauções que se tenha, parece que volta e meia se descobre algo novo.
« Last Edit: April 01, 2020, 12: 37 by Mário Peixoto »

Offline Nuno Vitoria

  • Team Manager
  • Veterano
  • ****
  • Posts: 2311
  • Liked: 729
  • Speed Addicted
    • View Profile
    • PM4 Racing Official Website
  • Simulation Hardware: Fanatec Porsche 911 GT3 RS; Fanatec CSR pedals; Intel Core i5 760 @2.8 Ghz; 8 Gb RAM; ASUS nVidia GTX660; Samsung SyncMaster 22''; Peluche Ursinhos Carinhosos Resingão.
Críticas praticamente não tenho, só ao rF2 mesmo. Continua a ser um simulador onde configurações escondidas em ficheiros .JSON e coisas totalmente aleatórias sem qualquer informação oficial podem deitar uma corrida a perder. O nosso carro #23 ficou sem potência numa subida, não sabemos porquê. Sabemos que há desgaste do motor no rF2, mas ninguém faz a mais pequena ideia como funciona (nem a Studio diz). Um dos Carbor8 ficou sem um travão de disco, também já sabemos agora que o rF2 simula desgaste dos travões, mas como? Novamente, não há dados. Será que há desgaste da caixa de velocidades também? Embraiagem? Não se sabe, é uma incógnita. Adorava que fosse esclarecido, mas a Studio provavelmente prefere jogar com a incerteza. :ok: Ou então nem eles sabem, é o mais provável.

Para tudo correr bem, não é só preciso que os pilotos não tenham azares. É preciso rezar e fazer mil mezinhas para garantir que o simulador não faz coisas estranhas do nada. Por mais precauções que se tenha, parece que volta e meia se descobre algo novo.
Só a mero título de informação....

O rF2 simula desde sempre desgaste dos travões e desgaste do motor. Isso é sabido desde que o rF2 foi lançado e alguns dos features (motor e travões) já existiam no rF1. Isso é patente no facto de em muitos F1 do rF2 se poder mudar o tamanho dos discos (espessura), o que aumenta a durabilidade e capacidade de arrefecimento, mas também aumenta o peso do carro.

Todos esses dados estavam disponíveis ao início, podendo ser consultados live desde que os plugins que se usavam os tivessem à vista. Isso era bem visível e patente nos tempos em que o rF2 era em DX9 e o plugin do trackmap estava disponível para todos, e era visível qual o índice de dano no motor, quanto ainda tínhamos disponível no disco de travão, etc. A realidade é que na realidade (passo a redundância) essa informação não está disponível na telemetria ao vivo, nem na F1 nem o WEC. Era um luxo para qualquer equipa saber que o motor ainda tem um índice de compressão de X e que os travões da frente ainda têm 1 cm de calço mas que os discos já quase não têm piso, mas isso não acontece. Só sabemos se um disco ainda tem superfície se desmancharmos toda a cuba da roda, e por isso muita informação de telemetria está desde certa altura barrada.

Não se trata de jogar com a incerteza. Se fizeres um downshift duplo, o motor parte. Se abusares nos downshifts violentos numa corrida de 12 horas, o motor tem fortes probabilidades de partir algures nesse tempo. Se tiveres uma travagem muito agressiva, os travões gastam-se. No teu carro do dia a dia também não sabes o estado em que está o teu motor. Por isso, a Studio sabe porque parte, e muito bem. E no fundo, nós também sabemos. ;)
I'm a RACER among RACE CAR DRIVERS - Gilles Villeneuve

Offline Mário Peixoto

  • Escrivão e
  • Gestor de Redes Sociais | Staff
  • Lenda
  • ****
  • Posts: 19974
  • Liked: 2430
    • View Profile
  • Simulation Hardware: Fanatec CSL Elite Base+ | Fanatec McLaren GT3 Wheel | Fanatec ClubSport Pedals v2
Após a corrida, fui pesquisar sobre desgaste de motor e desgaste de travões no rF2. Não encontrei nada oficial, a maior parte das coisas são perguntas de utilizadores ou gente a tentar saber como funciona, tal como eu. Há alguma info sobre o rF1. Pouco ou nada sobre o 2. Se tiveres esses recursos de que falas e quiseres partilhar, força. Acho que seria útil para todos os pilotos que participam em provas de resistência saber o que é simulado e não é. Volto a dar o exemplo da caixa / embraiagem. É simulado também o desgaste disso? Pode um carro ficar sem caixa no rF2?

Claro que ninguém na realidade tem monitores com percentagens. Sei perfeitamente disso (e também sei perfeitamente que um duplo downshift parte o motor, não foi isso que eu critiquei). Mas um piloto consegue perceber desgaste nas travagens quando os discos estão a ir à vida (há uns tempos os travões de trás do meu carro ficaram completamente gastos e eu notei logo - a começar pelo barulho). :biggrin:

A caixa pode falhar mudanças ou então fica presa em ponto morto, o motor perde potência ou começa a dar sinais de problemas (temperatura alta, perda de água, de óleo, etc.). Isto não acontece no rF2 ou acontece? Acontece no DiRT, por exemplo. Acho que é um simulador onde este tipo de coisas está patente. Tu percebes quando o motor já vai a perder potência ao longo da etapa, percebes o radiador a fumegar e quando vai à vida de vez (e consequências disso), percebes quando a caixa já viu melhores dias, quando as rodas estão tortas e pode partir a suspensão, etc. Se no DiRT dá, porque é que no rF2 não é simulado isso e apenas existe? Acho muito bem que os danos mecânicos sejam simulados, sou totalmente a favor. Mas deveria o piloto conseguir perceber quando algumas coisas estão mal. Exemplo: se perderes a asa atrás, notas logo; se furares um pneu, também. Falta o que mencionei... ;)

Offline Tiago fm Monteiro

  • Membro
  • **
  • Posts: 220
  • Liked: 151
    • View Profile
  • Simulation Hardware: TC SimRacing Rig | Thrustmaster T300 | Fanatec CSR Elite
Boa tarde.

Já me deixei de escrever muita coisa aqui no fórum pois há gente que por vezes interpreta mal o que uma pessoa quer dizer, e levam logo isto para um ponto exagerado... Mas hoje não posso deixar de responder ao Mário Peixoto certas coisas...

Antes de mais, quero começar por dizer que não sou cego pelo rf2, tomara eu que saísse algo melhor e aos preços do rf2... E embora não jogue regularmente, também tenho os dois Dirt, AC, Project Cars, etc... Só ainda não tenho o ACC e o AMS2 por questões de €€€...

1. Quanto a configurações escondidas nos JSON, não entendo que estejam escondidas... Se lá estão e as vês, então não estão escondidas... Se não as sabes configurar, então é outra coisa! Mesmo assim, não estou a ver o que precisas de alterar no JSON que tenha que ver com questões de performance de andamento... A única coisa que tenho aí alterada é a resolução das boxes para que não tenha grandes perdas de performance ao passar lá, mas isso é por causa do meu pc...

No entanto, posso informar que o rFactor2 tem um canal no Discord e no canal #support podes perguntar lá o que quiseres, certamente alguém te ajuda e te explica o que precisares... Pelo menos comigo tem sido assim... Até posso adiantar que já perguntei diretamente coisas ao Marcel e ele me respondeu no FB! E não, não acho que consigas ter tanta proximidade assim com qualquer outro jogo... Deixo-te aqui o Discord, já agora: https://discord.gg/CruX93K

2. Quanto ao desgaste de motor e travões, isso é mais que sabido para quem percebe minimamente do rf2. Para quem participa no VEC há tanto tempo, até me admira que não saibas que o motor e travões podem partir...

E para que não fiques com dúvidas em relação a algumas coisas, passo a explicar. Tal como em muitas outras coisas, o rF2 tenta simular as coisas ao máximo. Isso acontece com o motor e travões. O rF2 sempre foi muito forte nas endurances também por isso, não só pelas transições dia/noite ou sol/chuva. A criação de um bom setup para uma corrida longa é diferente de uma sprint. Tens que olhar também a temperatura de água e óleo, bem como travões. Por isso mesmo te dá a opção de configurares quanto vais levar aberto o radiador e os travões... Aliás, tu sabes isso, que ainda estes dias te ouvi numa stream a testares as temperaturas de água e óleo. E tal como na realidade, as temperaturas máx de água rondam os 100 graus, do óleo convém andar a rondar os 127, e de travões depende um bocado do carro. Caso tenhas dúvidas nos travões, não acho que seja necessário fechares isso pois não perdes grande coisa em reta, para além de que tens a certeza que não ficas sem eles no final, principalmente numa de 12h... Quanto muito, nesta fecharias 33%. E uma vez que falaste do carro da C8R ficar sem travões, é uma questão de lhes perguntares a quanto os levaram fechados e daí já tiras as tuas conclusões... Foi uma pena perder um excelente P2 a menos de 1h do final, depois de 11h de corrida a um excelente andamento! Parabéns ao trio que o estava a conduzir, grande andamento!

Ainda em relação a desgaste de motor, o que sei é que o motor tem desgaste quando passas do Rev Limiter. Se passas disso ao reduzir, ele vai ficando com danos... É mais que sabido que o rF2 permite reduções "à cão" em muitos carros, mas isso vai gastando o motor também... Tal como na realidade... E aí sim, é uma incógnita!! Foi o motor que embrulhou dentro? Foi a distribuição que saltou um dente e a seguir te embrulhou o motor todo? Ou pensas que de todas as vezes que vamos para a pista vamos com motor novo?!

Por isso, se partiram o motor, ou tinhas altas temperaturas, ou certamente foi uma redução dupla ou várias reduções a abusar, não é incógnita do rF2 te garanto...

Sobre as incógnitas no rF2, o problema era que os mods não encriptados te permitiam ter muita informação sobre determinado carro, e isso dava para que muitos soubessem alguma informação a mais que outros... Quando começaram a ser encriptados, há coisas que tens que testar por ti mesmo, e acho muito bem... Quem tem mais experiência que determinado carro, vai ter mais conhecimento sobre ele, tal como na realidade... Por isso não confundamos bugs com desinformação.

Qualquer coisa, vai perguntando!!

Abraços
" width="150" class="bbc_img resized


"Eu sou parte de uma equipe. Então, quando venço, não sou eu apenas quem vence. De certa forma, termino o trabalho de um grupo enorme de pessoas." - Ayrton Senna

Offline David Santos

  • Diretor de Prova | Staff
  • Membro
  • ****
  • Posts: 392
  • Liked: 210
  • Hello!!
    • View Profile
  • Simulation Hardware: PC:Uma batata / Volante:microsoft sidewinder
Nós infelizmente ainda somos noobs no rf2 mas até ver vai dando para o gasto.

Vamos aprendendo aos poucos os truques,para a próxima já não se parte travão nenhum,é só meter aquilo no zero que nem diferença nos tempos faz.

Offline Nuno Pinto

  • Novato
  • *
  • Posts: 19
  • Liked: 0
    • View Profile
  • Simulation Hardware: Augury OSW + Simetik + Pedais Fanatec CSL Elite + F1S
Nós infelizmente ainda somos noobs no rf2 mas até ver vai dando para o gasto.

Vamos aprendendo aos poucos os truques,para a próxima já não se parte travão nenhum,é só meter aquilo no zero que nem diferença nos tempos faz.
Já agora levaram a entrada dos travões a que valor?

Offline David Santos

  • Diretor de Prova | Staff
  • Membro
  • ****
  • Posts: 392
  • Liked: 210
  • Hello!!
    • View Profile
  • Simulation Hardware: PC:Uma batata / Volante:microsoft sidewinder
Nós infelizmente ainda somos noobs no rf2 mas até ver vai dando para o gasto.

Vamos aprendendo aos poucos os truques,para a próxima já não se parte travão nenhum,é só meter aquilo no zero que nem diferença nos tempos faz.
Já agora levaram a entrada dos travões a que valor?

Acho que foi a 66%, nós não mexemos nisso no set. Foi mesmo noobice xD

Offline Tiago fm Monteiro

  • Membro
  • **
  • Posts: 220
  • Liked: 151
    • View Profile
  • Simulation Hardware: TC SimRacing Rig | Thrustmaster T300 | Fanatec CSR Elite
Nós infelizmente ainda somos noobs no rf2 mas até ver vai dando para o gasto.

Vamos aprendendo aos poucos os truques,para a próxima já não se parte travão nenhum,é só meter aquilo no zero que nem diferença nos tempos faz.
David, há coisas que não parecem normais quando se desconhecem, óbvio... Mas para mim não são truques, é experiência... Se de facto tem a afinação dos travões, para alguma coisa deve ser... Uma coisa era vocês terem ido com travões abertos e partirem, outra é levar fechado a 66% e partirem... Aí não é incógnita... Bem como partirem motores, também não é incógnita do rF2. Mas problemas à parte, parabéns, estavam a fazer um corridão!

E até digo mais! Num fim de semana em que a internet esteve a bombar em todo o lado e cheia de problemas, o rF2 bem se portou! Foi de louvar os poucos disconnects que houve e praticamente sem freezes durante as 12h. Eu pelo menos nem um freeze notei, a não ser o carro do Gurtner que estava com problemas de lag (mas já tinha sido igual na Virtual Race of Portugal com ele).
" width="150" class="bbc_img resized


"Eu sou parte de uma equipe. Então, quando venço, não sou eu apenas quem vence. De certa forma, termino o trabalho de um grupo enorme de pessoas." - Ayrton Senna

Offline Mário Peixoto

  • Escrivão e
  • Gestor de Redes Sociais | Staff
  • Lenda
  • ****
  • Posts: 19974
  • Liked: 2430
    • View Profile
  • Simulation Hardware: Fanatec CSL Elite Base+ | Fanatec McLaren GT3 Wheel | Fanatec ClubSport Pedals v2
Quote
1. Quanto a configurações escondidas nos JSON, não entendo que estejam escondidas... Se lá estão e as vês, então não estão escondidas... Se não as sabes configurar, então é outra coisa! Mesmo assim, não estou a ver o que precisas de alterar no JSON que tenha que ver com questões de performance de andamento... A única coisa que tenho aí alterada é a resolução das boxes para que não tenha grandes perdas de performance ao passar lá, mas isso é por causa do meu pc...

A questão do downshift protection está lá. Eu não considero ideal que uma opção deste género (que até ajuda quem tiver volantes com problemas) esteja escondida num ficheiro que, à partida, haverá gente que nem sabe editar (eu sei como se edita e muitos saberão, mas outros tantos não). O ficheiro .json, em algumas partes, é absolutamente críptico mas contêm definições muito importantes para que o rF2 funcione melhor. Por exemplo, toma de controlo do carro pela IA está lá. E muitas outras coisas. Não é má vontade nem é ser burrinho, é simplesmente um mau caminho. Ao refazerem a UI, podiam incluir estas opções bem visíveis em algum local, não te parece mais indicado do que num ficheiro de configurações .json? Que inclusive até se recomenda não mexer porque pode causar problemas. Em que se fica? :mda:

Quanto ao resto, acho que não estás a ler bem o que escrevi. O exemplo que eu dei do DiRT demonstra aquilo que quero dizer, que é simples: no rF2 há desgaste mecânico do carro, contudo o piloto não parece receber qualquer feedback sobre esse mesmo desgaste, ao contrário de outras áreas onde há feedback do que está a acontecer com o carro: pneus (desgaste e flat spots), danos aerodinâmicos, danos de suspensão, etc. É só e apenas isto que eu critico.

Já fiz mais de 115 horas de resistência no rF2 desde 2018, a maior parte em GTE no VEC e agora em GT3 no PTES. De todas as vezes o carro chegou ao fim. E se tudo correr bem, o #396 no VEC vai chegar ao fim das 6 Horas de VIR e das 24 Horas de Le Mans em junho. Portanto alguma coisa devo perceber de resistência, mesmo sendo lento.