Author Topic: DRM Revival Championship: Comissão de Análise de Acidentes (CAI)  (Read 766 times)

0 Members and 1 Guest are viewing this topic.

Offline Comissão de Análise de Incidentes

  • Administrador
  • Membro
  • *****
  • Posts: 347
  • Liked: 17
    • View Profile

Neste tópico serão colocadas as decisões da Comissão de Análise de Incidentes (CAI) referentes aos protestos enviados pelos pilotos participantes no campeonato, bem como será colocada a análise do CAI da volta 1 de todas as corridas. Toda a informação relativa ao CAI e às penalizações se encontra patente nas Regras Gerais: Campeonatos de Sim-Racing, nomeadamente no Pontos G e no Ponto H.
« Last Edit: December 06, 2018, 11: 33 by Vasco Lemos »

Offline Comissão de Análise de Incidentes

  • Administrador
  • Membro
  • *****
  • Posts: 347
  • Liked: 17
    • View Profile
Relatório do CAI - Prova 1 - Salzburgring

A organização não detetou qualquer infração por parte de algum piloto.



Análise do período de formação

Os seguintes pilotos vão receber advertência por terem causado uma colisão no arranque parada (só deviam ter arrancado quando o piloto da frente o tivesse feito):

Daniel Inácio
António Ferreira
José Vasconcelos

Os seguintes pilotos vão ter uma dedução de 15 pontos no campeonato por terem ultrapassado outros pilotos (neste um piloto) antes da bandeira verde individual na saída da 1ª chicane:

António Ferreira
José Vasconcelos
« Last Edit: January 17, 2019, 21: 45 by José Almeida »

Offline Comissão de Análise de Incidentes

  • Administrador
  • Membro
  • *****
  • Posts: 347
  • Liked: 17
    • View Profile
Relatório do CAI - Prova 2 - Estoril


Volta 1, Curva 1 •
Foram detetados pequenos toques entre vários pilotos, foram todos considerados incidentes de corrida dado que não resultaram em consequências dignas de penalização ou em que qualquer piloto fosse o responsável.
Decisão do CAI: Incidente de corrida


Volta 1, Curva 2 •
Ao efetuarem a curva 2, ocorre um toque entre os pilotos Ricardo Fernandes e Sandro Pinho, sendo que este depois ainda toca no piloto David Santos. Como consequênci, o piloto Sandro Pinho acaba por sair de pista. O CAI conclui que esta situação ocorreu devido ao elevado numero de carros a tentar efetuar a curva em simultâneo, pelo que não foi identificado nenhum piloto responsável.
Decisão do CAI: Incidente de corrida


Volta 1, Entra a Curva 2 e a Curva 3 •
O piloto Sandro Pinho, na sequência do incidente da curva 2, tenta de imediato a reentrada em pista acabando por embater no piloto David Santos, que por sua vez perde o controlo do carro e embate no piloto Tiago Lapa, causando o despiste a todos os mencionados. O CAI considera o piloto Sandro Pinho responsável pelo incidente, visto que foi a sua reentrada em pista que causou a situação.
Decisão do CAI: Drive-through na próxima corrida em que participar para o piloto Sandro Pinho


Volta 1, Curva 6 •
Na travagem para a curva 6, o piloto José Almeida embate na traseira do piloto Ricardo Fernandes, fazendo-o sair de pista, sem perder posições. Como não houve quaisquer perdas de posições, a sanção é reduzida.
Decisão do CAI: Advertência para o piloto José Almeida


Volta 1, Entra a Curva 6 e a Curva 7 •
Na saída da curva 6 seguem muito próximos os pilotos Paulo Teixeira, Sandro Simões e José Almeida. O piloto Sandro Simões tenta ultrapassar o piloto Paulo Teixeira no momento em que este começa a deslocar-se para a esquerda, acabando por resultar num toque entre ambos. Imediatamente a seguir o piloto Sandro Simões desloca-se ainda mais para a esquerda onde seguia o piloto José Almeida, acabando por tocar neste e causar o seu despiste. O CAI considera o piloto Sandro Simões responsável pelo incidente, visto que foi a sua tentativa de ultrapassagem com pouco espaço disponível, que resultou no incidente.
Decisão do CAI: Penalização de 30 kg de lastro na próxima corrida em que participar para o piloto Sandro Simões


Volta 1, Curva 8 •
Ao efetuar a curva 8, o piloto Sandro Simões embate na traseira do piloto Carlos Rodrigues, causando um pião, alguns danos e perda de varias posições. O CAI considera o piloto Sandro Simões responsável pelo incidente, visto que foi o seu embate na traseira do adversário que causou o incidente.
Decisão do CAI: Drive-through na próxima corrida em que participar para o piloto Sandro Simões




Offline Comissão de Análise de Incidentes

  • Administrador
  • Membro
  • *****
  • Posts: 347
  • Liked: 17
    • View Profile
Relatório do CAI - Prova 3 - Road America


Volta 1, Curva 6 •
O piloto Ricardo Fernandes perde o controlo do carro ao efetuar a curva 6, acabando por embater no colega de equipa Sandro Simões. Após o embate o carro do piloto Ricardo Fernandes ficou atravessado no meio da pista causando outros acidentes envolvendo vários pilotos, com perda de várias posições para estes. O CAI entende que o piloto Ricardo Fernandes é o responsável pelo ocorrido e devia ter travado para ficar parado onde estava, como dizem as regras.
Decisão do CAI: Drive-through na próxima corrida em que participar para o piloto Ricardo Fernandes




Análise da entrada da boxe

O seguinte piloto vai receber uma advertência por ter excedido a velocidade da via das boxes:

Volta 4 •
Sandro Simões

Offline Comissão de Análise de Incidentes

  • Administrador
  • Membro
  • *****
  • Posts: 347
  • Liked: 17
    • View Profile
Re: DRM Revival Championship: Comissão de Análise de Acidentes (CAI)
« Reply #4 on: February 17, 2019, 20: 52 »
Relatório do CAI - Prova 4 - Nordschleife


Volta 1, Curva Kottenborn •
O piloto Ricardo Marcelino perdeu o controlo do carro e embateu nas barreiras. Após esse toque nas barreiras, o carro do piloto Ricardo Marcelino foi projetado para o meio da pista, causando vários incidentes (todos eles considerados incidentes de corrida).
Decisão do CAI: Incidente de corrida

Offline Comissão de Análise de Incidentes

  • Administrador
  • Membro
  • *****
  • Posts: 347
  • Liked: 17
    • View Profile
Re: DRM Revival Championship: Comissão de Análise de Acidentes (CAI)
« Reply #5 on: February 22, 2019, 14: 46 »
Relatório do CAI - Prova 5 - Fuji


Volta 1, Curva 11 •
Na saída da curva 11, o piloto Ricardo Fernandes dá um ligeiro toque na traseira do piloto Fernando Silva, fazendo-o sair de pista e perder duas posições. O CAI considera o piloto Ricardo Fernandes responsável pelo acidente
Decisão do CAI: Dedução de 15 pontos na classificação para o piloto Ricardo Fernandes


Volta 1, Curva 12 •
Ao efetuarem a curva 12, ocorre um toque entre os pilotos Ricardo Fernandes e Nuno Inácio, entrando o piloto Nuno Inácio em pião. O Nuno Inácio estava do lado de fora da pista num momento onde haviam 4 carros lado-a-lado.  O CAI conclui que esta situação ocorreu devido ao elevado numero de carros a tentar efetuar a curva em simultâneo, pelo que não foi identificado nenhum piloto responsável.
Decisão do CAI: Incidente de corrida


Volta 1, Curva 16 •
O piloto Vítor Costa perde o controlo do carro em aceleração, embatendo no piloto Paulo Teixeira que perdeu muitas posições e teve danos. O CAI considera o piloto Vítor Costa responsável pelo acidente, uma vez que, se encontrava numa tentativa de ultrapassar o adversário.
Decisão do CAI: Drive-through na próxima corrida em que participar para o piloto Vítor Costa


Quote
Piloto que protesta: Ricardo Marcelino
Equipa: Playteam

Piloto protestado: Sandro Pinho
Equipa: KFC Racing Team

Momento do replay: 33:30, Curva 16 (última)

Volta 20, Curva 16 • O piloto Sandro Pinho, ao tentar sair melhor da curva para a grande reta, dá um toque no piloto Carlos Miranda, que, por sua vez, dá um toque no piloto Ricardo Marcelino, tendo, este último, entrado em pião e perdido algumas posições. O CAI considera o piloto Sandro Pinho responsável pelo acidente, uma vez que foi ele a provocar o toque inicial.
Decisão do CAI: Penalização de 30 kg de lastro na próxima corrida em que participar para o piloto Sandro Pinho

Offline Comissão de Análise de Incidentes

  • Administrador
  • Membro
  • *****
  • Posts: 347
  • Liked: 17
    • View Profile
Re: DRM Revival Championship: Comissão de Análise de Acidentes (CAI)
« Reply #6 on: February 28, 2019, 22: 41 »
Relatório do CAI - Prova 6 - Mugello


Volta 1, Curva 2 •
O piloto João Miranda, ao sair da curva 1 acelera demasiado e perde o controlo do carro, saindo de pista. Sem controlo do carro, o piloto volta a entrar em pista e embate no piloto Tiago Lapa, que consequentemente embate no piloto Nuno Inácio, sendo que ambos perderam alguns lugares. O incidente envolveu ainda outros carros embora de forma pouco significativa. O CAI não considera o piloto João Miranda responsável pelo incidente, visto que perdeu o controlo do carro sem estar em disputa por posição.
Decisão do CAI: Incidente de corrida


Quote
Piloto que protesta: Carlos rodrigues

Piloto protestado: Sandro Pinho

Minuto: 12m10s

Volta 6, Entre as curvas 9 e 10 • O piloto Sandro Pinho, ao sair da curva 9 acelera demasiado e perde o controlo do carro, saindo de pista. O piloto recupera o controlo do carro e volta a entrar em pista mas de imediato acelera e volta a perder o controlo saindo novamente de pista. Ao tentar evitar a direção do muro próximo e com pouco controlo sobre o carro, o piloto volta a entrar em pista e embate no no piloto Carlos Rodrigues, que perde vários lugares. O CAI considera o piloto Sandro Pinho responsável pelo incidente, visto que foi a sua abordagem após a primeira saída de pista foi imprudente e causou a segunda saída que gerou consequências para o adversário.
Decisão do CAI: Dedção de 15 pontos no campeonato para o piloto Sandro Pinho