Show Posts

This section allows you to view all posts made by this member. Note that you can only see posts made in areas you currently have access to.


Messages - Comissão de Análise de Incidentes

Pages: [1]
1
Relatório do CAI - Prova 6 - ES19 Round of Florida @Sebring

O CAI não detetou qualquer infração por parte de algum piloto.

2
Não é normalmente que o staff usa o usuário do CAI para vir esclarecer situações, mas aqui vai, simples e de maneira a que se entenda.

O CAI não considera que o Tiago tenha estado 2 voltas em situação para dobrar o Paulo. Os pilotos que estão a ser dobrados não têm de esperar mais de 1 segundo para deixar passar os carros de trás. Consideramos que no final da volta 22 (depois do Paulo ter cometido um erro no S rápido), o Tiago estava em posição para o dobrar, mas o Paulo não o fez, porque estava a tentar ultrapassar o Carlos Miranda (por posição). Ora, nesta altura, o Tiago estava suficientemente perto para o Paulo ter de ceder a passagem. O facto do Paulo estar em luta por posição é secundário, pois tem bandeiras azuis para respeitar. Depois do Paulo ter conseguido passar o Carlos Miranda (o Tiago também passou), o Paulo esteve durante meia volta (até voltar a cometer um erro) a tentar fugir ao Tiago. Entendemos que o Paulo tinha pneus macios (provavelmente mais recentes que os do Tiago) e tentou escapar (o que tem todo o direito de fazer), mas acabou por prejudicar ligeiramente a corrida do Tiago e daí os 15 pontos de penalização.

Não é o caso de todas serem 15 pontos, no GTS passado foi dado um drive-through numa situação de bandeiras azuis (por ter sido algo recorrente e com maiores implicações). Neste caso, não fez o Tiago perder muito tempo e não meteu em risco a corrida dele, mas tinha de o deixar passar à mesma. A penalização é dada, principalmente, pelo comportamento no 3º setor da volta 22 e do início da volta 23. Não consideramos que tenha sido um incidente grave, daí, volto a repetir, apenas os 15 pontos de dedução que é a penalização mais leve a seguir à advertência.

Quanto às regras, anteriormente estavam nº de curvas, mas desde a atualização em Setembro de 2017 que passou a ser assim. Contar curvas também depende da pista em questão (podem ter 3 curvas logo de seguida) e achamos que assim que o melhor seria recomendar para o piloto esperar por uma reta. Claro que se o piloto está muito próximo, esperar por uma reta pode não ser a melhor situação - é apenas uma recomendação.

Dobragens fazem parte das corridas e não se quer que os pilotos que estão a ser dobrados desistam completamente da sua corrida para deixarem passar os outros, mas também não se quer que estejam muito tempo à frente deles de modo a prejudicarem em demasia a sua corrida.

3
Relatório do CAI - Prova 1 @Vila Real


Quote
Piloto envolvido: Nuno Vitória
Volta 7, Sector 2, tempo 1:00 (segundo 17 do sector 2)
Piloto prevaricador: André Almeida


Curva 12 •
No momento reportado, o piloto André Almeida sai mal da curva e embate no rail esquerdo, indo de seguida para a zona direita da pista. Sendo verdade que o piloto Nuno Vitória sai melhor da referida curva e coloca-se desse lado, não é encontrada na visualização do incidente nada que indique que o piloto André Almeida "ostensivamente atirou o carro para tapar essa faixa com o objectivo de não perder posição". Aliás, fazendo uma observação cuidadosa, é possível verificar que o piloto André Almeida se apercebe da chegada do piloto Nuno Vitória e tenta mudar a direção para a esquerda, abrindo assim mais espaço para o piloto Nuno Vitória passar. Contudo, este já se encontrava também ele a curvar para a esquerda, o que fez com que embatesse no carro do piloto André Almeida (sem consequências para ambos). Entende o CAI que, na situação analisada, não há culpa de nenhum dos envolvidos.
Decisão do CAI: Incidente de corrida





Análise da Volta de Formação e Volta 1 - Corrida 1


Curva 2 (Volta de Formação) •
Durante a volta de formação, onde é obrigatório os pilotos usarem o limitador de velocidade e seguirem em fila indiana (um atrás do outro), o piloto Octávio Correia começa por se colocar ao lado do piloto Ricardo Neto na curva 1, acabando por lhe bater na lateral traseira e capotar o carro desse piloto, com danos notórios. Entende o CAI que, sendo uma volta de formação feita a velocidade reduzida e em fila única, não há motivo para que qualquer piloto ignore essas indicações. Assim, a penalização a aplicar é mais gravosa do que seria a mesma situação já em momento de corrida.
Decisão do CAI: Desqualificação da corrida 1 para o piloto Octávio Correia (perda de todos os pontos obtidos nessa corrida) e impedimento de qualificar na próxima prova em que participar

Saída da curva 7 • O piloto Tiago Monteiro sofre de lag e é tocado pelo piloto Luís Ferreira. Entende o CAI que, dadas as circunstâncias, se trata de um incidente de corrida, pelo que não há culpa de nenhum dos envolvidos.
Decisão do CAI: Incidente de corrida


Análise da Volta 1 - Corrida 2

Curva 7 • No momento analisado, o piloto Tiago Monteiro efetua uma travagem tardia, o que faz com que bloqueie as rodas, ainda que parcialmente, já no final da travagem, embatendo no piloto Ricardo Neto, que seguia à sua frente, provocando-lhe danos e perda de posição. Uma vez que o piloto Tiago Monteiro não se encontrava lado a lado (ponto D6, alínea 25) no momento da travagem para a curva (ponto D6, alínea 26), não tinha direito a utilizar a linha interior, devendo ter-se mantido atrás do piloto Ricardo Neto até nova oportunidade de ultrapassagem. Entende o CAI que o piloto Tiago Monteiro é responsável pelo acidente.
Decisão do CAI: Drive-through na próxima corrida em que participar para o piloto Tiago Monteiro

Curva 15 (antes da chicane) •
O piloto Filipe Gordinho embate na lateral traseira do piloto Adalberto Farias, fazendo com que este embata nos railes e capote o carro, causando assim danos e perda de posições. Outros pilotos que seguiam atrás acabam também por se envolver no acidente, muito devido à velocidade em questão naquele local e pouca visibilidade. Entende o CAI que o piloto Filipe Gordinho é responsável pelo toque inicial.
Decisão do CAI: Drive-through na próxima corrida em que participar e dedução de 50 pontos para o piloto Filipe Gordinho



4
CAI - Deliberação

Informa o CAI que decidiu excluir do campeonato DTM Series 2016, com efeito imediato, o piloto António Dias. Tal deve-se ao facto de o piloto em questão não conseguir, nas três provas já realizadas, ver a maior parte dos carros em pista devido a um bug do simulador, o que acaba por causar acidentes variados sem que o piloto António Dias se aperceba. Como tal, e para evitar novos acidentes até que o bug seja corrigido, fica o piloto em questão excluído do campeonato. Realça o CAI que esta decisão se aplica apenas ao campeonato DTM Series 2016 e não tem qualquer outro impacto na participação do piloto em Campeonatos e Eventos atualmente organizados pela PTSims ou que esta venha a organizar.

5
Endurance Cup 2016 / Comunicado da Organização #1
« on: March 26, 2016, 16: 21 »
A Organização informa que, em virtude de variados pilotos terem informado que não será possível participarem na prova do dia 27 de março, devido à Páscoa, decidiu a Organização adiar a prova uma semana, sendo portanto a mesma realizada no dia 3 de abril, nos mesmos moldes e horários já definidos.

O tópico da prova será atualizado de seguida.


Saudações desportivas,

A Organização

6
CAI Report - Prova 4 - Circuito de Barcelona GP

O CAI informa que não recebeu qualquer protesto referente a esta prova.



Volta 1

Análise do CAI - situação 1: o piloto André Bonaparte, na travagem para a curva 4, embate na retaguarda do piloto Ricardo Martins, fazendo com que este se despistasse e perdesse posições. O piloto André Bonaparte é considerado responsável pelo acidente.

Decisão do CAI: perda de 5 pontos

7
Formula 3 European Cup / Comunicado da Organização #1
« on: January 31, 2016, 03: 21 »
A Organização informa todos os participantes da seguinte alteração à alínea 8) do Ponto A das regras, que diz respeito à não contabilização da pior corrida de cada piloto na classificação final do campeonato.

"Aplicam-se neste Campeonato todas as regras estipuladas no Ponto B. – Pontuações e Classificações das Regras Gerais dos Campeonatos de Sim-Racing da PTSims, com a seguinte exceção: a pior corrida de cada piloto não será contabilizada na classificação final. A corrida que não conta será um resultado DNS, DNF ou, no caso de o piloto pontuar em todas as corridas, a pontuação mais baixa. Qualquer penalização atribuída pelo CAI será sempre contabilizada, mesmo que seja na corrida que não conta para a classificação."

Mais se informa de que a pior corrida só será retirada da classificação final após a última prova.


Saudações desportivas,

A Organização

8
O CAI informa que, a pedido do Diretor de Prova, toda a prova de Red Bull Ring (S1 e S2) será, excecionalmente, visualizada na sua totalidade, pelo que a análise do CAI referente a essa prova poderá demorar mais do que o habitual.

Informa também o CAI que, durante a segunda metade do campeonato (provas 6, 7, 8, 9 e 10), as penalizações para todos os pilotos serão mais severas do que as até agora aplicadas.

9
Road Car Trophy / Re: Road Car Trophy - CAI Reports
« on: January 12, 2015, 00: 23 »
CAI Report - Prova 1 - Mugello

Nome: Pedro Lopes
Equipa: GE SRT
==============================
Nome do outro piloto envolvido: Tiago Campos
Equipa do outro piloto envolvido: Dark Racing
-------------------------------------------------------
Momento do replay: volta 2, 1m40s

Análise do CAI: o piloto Tiago Campos tenta a ultrapassagem ao piloto Pedro Lopes pela linha interior da curva, acabando por provocar um toque lateral neste e despiste. O piloto Tiago Campos é considerado culpado pelo incidente.

Penalização: perda de 5 pontos



Nome: Tiago Campos
Equipa: Dark Racing
==============================
Nome do outro piloto envolvido: João Nunes
Equipa do outro piloto envolvido: Sonic Racing Team
-------------------------------------------------------
Momento do replay: primeira volta na segunda curva (por limitações do replay não é possível definir o tempo)

Análise do CAI: o piloto João Nunes tenta a ultrapassagem ao piloto Tiago Campos pela linha interior da curva, acabando por tocar no piloto que o precedia e provocando o despiste do mesmo. O piloto João Nunes é considerado culpado pelo acidente. Uma vez que esta é a primeira volta da corrida, onde mais calma é necessária nas tentativas de ultrapassagem, o piloto João Nunes é duplamente penalizado.

Penalização: perda de 10 pontos



Nome: Nuno Dinis
Equipa: Dark Racing
==============================
Nome do outro piloto envolvido: Pedro Silva
Equipa do outro piloto envolvido: Sonic Racing Team
-------------------------------------------------------
Momento do replay: primeira volta no final da recta no acesso a T1 (por limitações do replay não é possível definir o tempo)

Análise do CAI: o piloto Pedro Silva, em plena reta da meta, dá um toque lateral no piloto Nuno Dinis, provocando o despiste deste e, consequentemente, vários acidentes entre vários carros na primeira curva. O piloto Pedro Silva é considerado culpado pelo acidente e, dada a gravidade do mesmo, o piloto recebe uma penalização mais severa.

Penalização: perda de 25 pontos



Protestos da Organização – corrida 1, volta 1

Análise do CAI - situação 1: o piloto Carlos Basto, em plena reta da meta, dá um toque lateral no piloto Álvaro Rego, provocando o despiste deste e consequente despiste de outros pilotos que o precediam, com claras consequências para todos os envolvidos. O piloto Carlos Basto é considerado culpado pelo acidente e, dada a gravidade do mesmo, o piloto recebe uma penalização mais severa.

Penalização: perda de 25 pontos



Análise do CAI - situação 2: o piloto Mário Peixoto é surpreendido pelo súbito abrandamento do piloto que o precedia, devido a um acidente com outros pilotos, acabando por tocar no piloto João Santos por detrás e provocando o despiste deste. Considera o CAI que se trata de um incidente de corrida dadas as circunstâncias.

Penalização: não aplicável



Análise do CAI - situação 3: o piloto Pedro Lopes é surpreendido pelo súbito abrandamento e mudança de direção dos carros que o precediam, devido a um acidente com outros pilotos, acabando por tocar no piloto Mário Peixoto por detrás e provocando o despiste deste. Considera o CAI que se trata de um incidente de corrida dadas as circunstâncias.

Penalização: não aplicável



Protestos da Organização – corrida 2, volta 1

Análise do CAI - situação 1: o piloto Nuno Rodrigues dá um toque traseiro no piloto que o precede, provocando o despiste deste. O piloto Nuno Rodrigues é considerado responsável pelo acidente. Pelo facto de esta situação ter ocorrido logo na primeira curva, o piloto recebe uma penalização mais severa.

Penalização: perda de 10 pontos

Pages: [1]