Author Topic: RM Historic Series 2018: Comissão de Análise de Acidentes  (Read 706 times)

0 Members and 1 Guest are viewing this topic.

Offline Comissão de Análise de Incidentes

  • Administrador
  • Membro
  • *****
  • Posts: 329
  • Liked: 17
    • View Profile
Neste tópico serão colocadas as decisões da Comissão de Análise de Incidentes (CAI) referentes aos protestos enviados pelos pilotos participantes no campeonato, bem como será colocada a análise do CAI da volta 1 de todas as corridas. Toda a informação relativa ao CAI e às penalizações se encontra patente nas Regras Gerais: Campeonatos de Sim-Racing, nomeadamente no Pontos G e no Ponto H.

Offline Comissão de Análise de Incidentes

  • Administrador
  • Membro
  • *****
  • Posts: 329
  • Liked: 17
    • View Profile
Re: RM Historic Series 2018: Comissão de Análise de Acidentes
« Reply #1 on: June 19, 2018, 18: 55 »
Relatório do CAI - Prova 1: RMHS Round of South Africa @Kyalami


Não foram recebidos protestos referentes à prova 1.




Análise da Volta 1

O piloto Fernando Silva, no momento da partida, encostasse para a direita devido a lag (notava-se o carro a "transportar-se"), embora não totalmente - aqui não conseguimos aferir se é lag ou não. Com isto, o piloto Pedro Silva não se consegue desviar do piloto Fernando Silva e vai embater na lateral do piloto Carlos Miranda, que circulava bastante lento depois de uma partida falhada, causando várias colisões na parte de trás do pelotão - todas elas consideradas incidente de corrida. O CAI considera que nenhum piloto tem culpa por se tratar de um momento de lag do piloto Fernando Silva. Decisão do CAI: Incidente de Corrida

O piloto Nuno Vitória, na reta da meta após o arranque, chega-se para a direita sem necessidade embatendo no piloto Sandro Pinho. Pelas notas dadas pelo diretor de prova para as corridas de Longford, a penalização que seria um drive-through vai passar a ser uma penalização de impedimento de qualificar. Decisão do CAI: Impedimento de qualificar

Offline Comissão de Análise de Incidentes

  • Administrador
  • Membro
  • *****
  • Posts: 329
  • Liked: 17
    • View Profile
Re: RM Historic Series 2018: Comissão de Análise de Acidentes
« Reply #2 on: June 27, 2018, 18: 14 »
Relatório do CAI - Prova 2: RMHS Round of Australia @Longford


Não foram recebidos protestos referentes à prova 1.



Análise do Procedimento de partida

No warm-up da corrida, foi dito pelo diretor de prova que o procedimento de partida seria diferente tendo em conta as características da pista. Todos os carros iam sair em fila indiana de modo a começarem todos assim que passassem por um ponto na pista. No entanto, foi também informado, de modo a facilitar a tarefa dos pilotos, visto que a grelha tinha os carros lado-a-lado, que quem tivesse do lado esquerdo da pista estava à frente (que era o que acontecia nas primeiras posições da grelha), mas não foi esse o caso para todos os pilotos da grelha: a partir da posição 17, a ordem em que os pilotos ficam na grelha passa a não seguir um padrão, ou seja, o padrão dito pelo diretor de prova estava errado para toda a grelha de partida. Depois de serem analisado os procedimentos das duas partidas, o CAI decidiu não penalizar ninguém devido a este problema com a ordenação da grelha na pista. De referir que na 1ª corrida todos os pilotos cumpriram com a ordem da qualificação e que na 2ª corrida todos os pilotos cumpriram com a ordem do piloto "à esquerda está à frente".

Análise da Volta 1 - Corrida 1

Todos os incidentes analisados foram considerados incidentes de corrida.

Análise da Volta 1 - Corrida 2

O piloto João Bastos, na Tannery Corner (visto que Longford não tem numeração de curvas oficial), embate na traseira do piloto Carlos Santos, causando um despiste para os dois. O piloto Carlos Santos (que por consequência abandonou devido a essa colisão), travou na erva e perdeu a traseira do carro, mudando de trajetória ligeiramente. No entanto, o CAI considera que esta mudança de trajetória não teve implicações no acidente. Decisão do CAI: Drive-Through na próxima prova em que participar


Curvas do Circuito

« Last Edit: June 27, 2018, 18: 17 by PTSims Racing »

Offline Comissão de Análise de Incidentes

  • Administrador
  • Membro
  • *****
  • Posts: 329
  • Liked: 17
    • View Profile
Re: RM Historic Series 2018: Comissão de Análise de Acidentes
« Reply #3 on: July 02, 2018, 20: 09 »
Relatório do CAI - Prova 3: RMHS Gara di Italia @Monza '66


Não foram recebidos protestos referentes à prova 3.




Análise da Volta 1

Reta da Meta: O piloto Mário Peixoto arranca bastante lento (situação comum a todos os Ford Capri, como já se detetou). Na tentativa de o evitar, varios pilotos atrás do Mário acabam por dar vários toques uns nos outros, gerando uma confusão considerável e que acabou por envolver outros pilotos que estavam mais longe da ocorrência inicial.
Decisão do CAI: Incidente de Corrida

Curva 2: O piloto José Almeida trava demasiado tarde e acaba por embater no piloto Mario Serafim, que em consequencia perde o carro que acaba por embater num grupo de pilotos que seguiam logo atrás, causando um grande acidente.
Decisão do CAI: Drive-Through na próxima corrida em que participar e 50 kg de lastro

Curva 2: O piloto Nuno Rodrigues na travagem para a curva 2, nao se apercebe do Nuno Vitória à sua esquerda e acaba por lhe dar um ligeiro toque. Como consequencia, o carro do Nuno Rodrigues acaba por virar um pouco à direita e acaba por tocar no piloto Carlos Miranda. Após este toque o carro do Nuno Rodrigues volta direcionar para a esquerda e volta a tocar no carro do piloto Nuno Vitória. Em consequência dos toques, os pilotos Nuno Vitória e Carlos Miranda perderam o controlo dos carros e acabaram por embater nos rails.
Decisão do CAI: Drive-Through na próxima corrida em que participar

Reta "Rettifilo Centro": O piloto Nuno Rodrigues parece surpreendido com um carro que o ultrapassa pela direita e faz  um pequeno desvio para a esquerda, acabando por tocar no piloto Mario Serafim. Em consequência o piloto Mario Serafim acaba por ser desviado para fora da pista, acabando por perder 2 posições.
Decisão do CAI: Dedução de 15 pontos no campeonato

Curva 5: O piloto Pedro Silva trava demasiado tarde e acaba por embater no piloto Nuno Rodrigues, fazendo com que este acabe por bater no piloto Fabio Costa. Ainda como consequência, acontecem toques entre o piloto Nuno Rodrigues com o Mário Peixoto e o Mário Serafim, que atrasam ambos.
Decisão do CAI: Drive-Through na próxima corrida em que participar e 30 kg de lastro

Curva 5: O piloto Mário Serafim perde o controlo do carro ao pisar ligeiramente a relva, acabando por se desviar para o interior e embater no piloto Leandro Mendonça, causando o despiste a este.
O CAI considera que o piloto Mário Serafim perdeu o controlo do carro e nao teve como evitar que o mesmo tenha tomado a direção do interior da pista.
Decisão do CAI: Incidente de Corrida

Não cumprimento da penalização: O piloto João Bastos não cumpriu a penalização drive-through que tinha da prova anterior.
Decisão do CAI: Desclassificação da Corrida



NOTA FINAL: Para além do já referido acima sobre os momentos da partida (Ford Capri lentos), vimos pedir aos pilotos uma abordagem bastante mais cuidada às situações de incidente/acidente (bandeira amarela). Este cuidado é especialmente importante nas primeiras voltas, visto que os carros seguem todos muito próximos.
« Last Edit: July 04, 2018, 23: 54 by PTSims Racing »

Offline Comissão de Análise de Incidentes

  • Administrador
  • Membro
  • *****
  • Posts: 329
  • Liked: 17
    • View Profile
Re: RM Historic Series 2018: Comissão de Análise de Acidentes
« Reply #4 on: July 10, 2018, 13: 18 »
Relatório do CAI - Prova 4: RMHS Österreichisches Rennen @Osterreichring


Não foram recebidos protestos referentes à prova 4.




Análise da Volta 1 - Corrida 1


Curva 3 •
na saida da curva, da-se um toque entre os pilotos Ricardo Fernandes e Nuno Vitória, que resulta na perda de posições para o piloto Nuno Vitória. O CAI entende que o piloto Ricardo Fernandes nao dexou espaço suficiente e por esse motivo se deu o toque. Decisão do CAI: dedução de 15 pontos no campeonato

Curva 3 na saida da curva, da-se um toque entre os pilotos Vasco Lemos e Fabio Costa, que resulta na perda de tempo para o piloto Fabio Costa. O CAI entende que o piloto Vasco Lemos nao dexou espaço suficiente e por esse motivo se deu o toque. Decisão do CAI: advertencia


Análise da Volta 1 - Corrida 2

Reta da meta • instantes após a partida ocorre acidente em plena reta, envolvendo o piloto Carlos Santos e vários outros pilotos. O CAI entende que o acidente é provocado por uma manobra arriscada de ultrapassagem do piloto Carlos Santos, em que este toca nos pilotos José Almeida e Vasco Lemos, causando o despiste a ambos bem como vários outros despistes ocorridos como consequencia. Decisão do CAI: Drive-Through na próxima corrida em que participar e 50 kg de lastro

Curva 8 •
na travagem para a curva, da-se um toque entre os pilotos Mario Serafim, Tiago Gouveia e Paulo Teixeira, que resulta no despiste de todos os envolvidos. O CAI entende que o piloto Mario Serafim trava demasiado tarde e acaba por causar o toque e respetivas consequências. Decisão do CAI: Drive-Through na próxima corrida em que participar

Curva 8 • na travagem para a curva, da-se um toque entre os pilotos Nuno Vitória e Domingos Vaz, que resulta no despiste de ambos e ainda causa ainda despiste ao piloto Nuno Rodrigues, qua nao consegue evitar o carro do Domingos Vaz, atravessado fruto do toque anterior. O CAI entende que o piloto Nuno Vitória trava demasiado tarde e acaba por causar o toque e respetivas consequências. Decisão do CAI: Drive-Through na próxima corrida em que participar


Após curva 8 • na reentrada em pista, ocorre um toque entre os pilotos Fernando Silva e Ricardo Fernandes. O CAI entende que o piloto Ricardo Fernandes perdeu o controlo do carro e o piloto Fernando Silva nao teve tempo ou espaço para conseguir evitar o toque, apesar de o ter tentado. Decisão do CAI: incidente de corrida
« Last Edit: July 10, 2018, 14: 17 by Vasco Lemos »

Offline Comissão de Análise de Incidentes

  • Administrador
  • Membro
  • *****
  • Posts: 329
  • Liked: 17
    • View Profile
Re: RM Historic Series 2018: Comissão de Análise de Acidentes
« Reply #5 on: July 16, 2018, 18: 59 »
Relatório do CAI - Prova 5: RMHS Course du Mans @Le Mans '67


Não foram recebidos protestos referentes à prova 5.




Análise da Volta 1

Reta Mulsanne: No primeiro terço da reta ocorre acidente, envolvendo o piloto Miguel Melo, Pedro Silva e outros pilotos. O CAI entende que o acidente é provocado pelo piloto Miguel Melo que dá um toque na traseira do piloto Pedro Silva, causando o despiste a este ultimo bem como incidentes graves mais atrás na reta, como consequencia.
Decisão do CAI: Drive-Through na próxima corrida em que participar e 50 kg de lastro

Offline Comissão de Análise de Incidentes

  • Administrador
  • Membro
  • *****
  • Posts: 329
  • Liked: 17
    • View Profile
Re: RM Historic Series 2018: Comissão de Análise de Acidentes
« Reply #6 on: July 23, 2018, 21: 42 »
Relatório do CAI - Prova 6: RMHS Round of the US @Bridgehampton


Não foram recebidos protestos referentes à prova 6.




Análise da Volta 1 - Corrida 1

Sem incidentes a registar.


Análise da Volta 1 - Corrida 2

Curva 3 • Ocorre um toque entre os pilotos Hugo Marques e Vasco Lemos, sendo que o piloto Vasco Lemos acaba por sair da pista. O toque é ligeiro acontece num momento em que os carros estao lado a lado. Decisão do CAI: Incidente de corrida

Curva 4 •
Ocorre um toque entre os piloto Nuno Rodrigues e Carlos Miranda. O toque acontece após travagem tardia do piloto Nuno Rodrigues, que acaba por embater no piloto Carlos Miranda, causando a saida de pista a este. Decisão do CAI: Dedução de 30 pontos no campeonato

Curva 4 • ocorre um toque entre os piloto Mario Peixoto e Leandro Mendonça. O toque acontece após perda de controlo do carro do piloto Mario Peixoto, com o piloto Leandro Mendonça a nao conseguir evitar o toque. Decisão do CAI: Incidente de corrida