Author Topic: Formula Series 2018: Comissão de Análise de Acidentes  (Read 3663 times)

0 Members and 1 Guest are viewing this topic.

Offline Comissão de Análise de Incidentes

  • Administrador
  • Membro
  • *****
  • Posts: 334
  • Liked: 17
    • View Profile
Formula Series 2018: Comissão de Análise de Acidentes
« on: January 15, 2018, 15: 42 »
Neste tópico serão colocadas as decisões da Comissão de Análise de Incidentes (CAI) referentes aos protestos enviados pelos pilotos participantes no campeonato, bem como será colocada a análise do CAI da volta 1 de todas as corridas. Toda a informação relativa ao CAI e às penalizações se encontra patente nas Regras Gerais: Campeonatos de Sim-Racing, nomeadamente no Pontos G e no Ponto H.

Offline Comissão de Análise de Incidentes

  • Administrador
  • Membro
  • *****
  • Posts: 334
  • Liked: 17
    • View Profile
Re: Formula Series 2018: Comissão de Análise de Acidentes
« Reply #1 on: January 15, 2018, 15: 51 »
Relatório do CAI - Prova 1: FS Japanese Grand Prix @Okayama


Não foi recebido qualquer protesto referente a esta prova.




Análise da Volta 1

O piloto Rui Martins, na curva 1, embate na lateral do piloto Vasco Lemos, levando ao despiste e consequentes perdas de posições do segundo. Como este incidente se tratou de um incidente entre colegas de equipa e não afetou mais nenhum piloto, o CAI considera-o como incidente de corrida. Decisão do CAI: Incidente de corrida

O piloto Carlos Santos, na curva 1, embate na lateral do piloto Sandro Simões (que já estava no limite da pista), causando o despiste de ambos e vários outros acidentes no resto do pelotão (todos considerados incidentes de corrida). O piloto Carlos Santos é considerado responsável pelo incidente. Decisão do CAI: Drive-through na próxima corrida em que participar e penalização de 30 pontos na classificação do campeonato

O piloto Sérgio Miranda, na saída da curva 8, perde o controlo do carro e embate na lateral do piloto que se encontrava lado-a-lado com ele naquele momento (Sandro Simões), causando o despiste de ambos. Decisão do CAI: Incidente de corrida

O piloto Nuno Rodrigues, na curva 11, sai ligeiramente de pista e perde o controlo do carro, embatendo no piloto Carlos Santos que vinha diretamente atrás. Decisão do CAI: Incidente de corrida

Offline Comissão de Análise de Incidentes

  • Administrador
  • Membro
  • *****
  • Posts: 334
  • Liked: 17
    • View Profile
Re: Formula Series 2018: Comissão de Análise de Acidentes
« Reply #2 on: January 22, 2018, 23: 36 »
Relatório do CAI - Prova 2: FS British Grand Prix @Silverstone


Quote
Piloto que protesta: Sérgio Azevedo
Equipa: Gaming Events
Piloto protestado: José Almeida
Equipa: Codoil Motorsport I
Momento do replay: Volta 20 (última volta) - Curva 4 (The loop)

O piloto José Almeida, na curva 3, sai para fora dos limites da pista apesar do piloto Sérgio Azevedo lhe ter dado espaço. Devido a esta saída ligeira da pista, os dois pilotos chegam a par à curva 4 (com José Almeida por dentro e Sérgio Azevedo por fora), onde se dá o toque. No caso específico na curva 4, o piloto José Almeida trava por dentro e mantém a linha de dentro, enquanto o piloto Sérgio Azevedo mantém-se por fora, mas deixa pouco espaço no interior da curva (espaço que o piloto José Almeida tinha direito por ter chegado a par à travagem da curva) e dá-se o toque. Devido a este toque, o piloto José Almeida assumiu a liderança, enquanto o piloto Sérgio Azevedo perdeu a liderança e a 2ª posição para o colega de equipa, esta por não ter defendido a posição na entrada da curva 5. No entanto, o CAI considera que José Almeida ganhou vantagem ao ter saído dos limites da pista para se poder colocar a par do adversário antes da curva 4. O piloto José Almeida é considerado responsável pelo acidente. Decisão do CAI: Penalização de 10 pontos na classificação do campeonato




Análise da Volta 1

O piloto Carlos Basto, na curva 1, alarga e embate na lateral do piloto Sandro Simões, causando a saída de pista e consequente perda de posições para o segundo. Decisão do CAI: Drive-Through na próxima corrida em que participar

O piloto Nuno Vitória na curva 1, alarga e embate na lateral do piloto Paulo Honorato, causando a saída de pista e consequente perdas de posições para os dois. Decisão do CAI: Drive-Through na próxima corrida em que participar

Os pilotos Alexandre Caetano e Domingos Vaz, na curva 2, tomam trajetórias convergentes e tocam-se, com saída de pista e perda de posições para o Domingos Vaz. No entanto, o CAI considera que a mudança de trajetória mais brusca do piloto Alexandre Caetano foi a razão principal de ter acontecido o toque. Decisão do CAI: Penalização de 10 pontos no campeonato

O piloto Gonçalo Viegas, na curva 3, trava tarde e embate na lateral traseira do piloto Vasco Lemos, levando à saída de pista do mesmo com consequente perda de posições. O CAI considera que o piloto Gonçalo Viegas foi demasiado agressivo com a tentativa de ultrapassagem, uma vez que a distância a que se encontrava do seu adversário era muito grande. Decisão do CAI: Drive-Through na próxima corrida em que participar

O piloto Domingos Vaz, na sequência do incidente com o piloto Alexandre Caetano, entra na pista antes da curva 3, fazendo o piloto Sandro Pinho abrandar e mudar a trajetória. Com esta mudança de trajetória, o piloto Sandro Pinho ficou numa situação de estar no meio de 2 carros na travagem para a curva 3 (com o piloto Fernando Silva por dentro e o piloto Domingos Vaz por fora). Com pouco espaço para a realização da curva, devido a estarem três pilotos lado-a-lado e à natureza da curva (curva apertada à direita), o piloto Sandro Pinho toca no piloto Domingos Vaz, entrando em pião e ficando imobilizado no meio da pista entre as curvas 3 e 4 (todos os incidentes envolvendo colisões com o piloto Sandro Pinho neste espaço entre as duas curvas são considerados incidentes de corrida). O CAI considera que o piloto Domingos Vaz devia ter tido mais cuidado na reentrada em pista. Decisão do CAI: Penalização de 10 pontos no campeonato

O piloto Vasco Lemos, na sequência do incidente com o piloto Gonçalo Viegas, entra na pista muito perto da trajetória ideal na curva 4, embatendo na lateral do piloto Carlos Basto, levando à perda de algumas posições para os dois pilotos. O CAI considera que o piloto Vasco Lemos devia ter tido mais cuidado na reentrada em pista. Decisão do CAI: Penalização de 10 pontos no campeonato

O piloto Sérgio Miranda, na curva 6, dá pouco espaço ao piloto Cláudio Fernandes, que está no interior da curva, levando ao toque, que resultou na perda de posições para ambos os pilotos (O piloto Sérgio Miranda perdeu mais posições que o piloto Cláudio Fernandes). Decisão do CAI: Advertência

Offline Comissão de Análise de Incidentes

  • Administrador
  • Membro
  • *****
  • Posts: 334
  • Liked: 17
    • View Profile
Re: Formula Series 2018: Comissão de Análise de Acidentes
« Reply #3 on: January 29, 2018, 20: 59 »
Relatório do CAI - Prova 3: FS Grote Prijs van Nederland @Zandvoort


Não foi recebido qualquer protesto referente a esta prova.




Análise da Volta 1

O piloto Rui Oliveira, na curva 1, dá um toque no roda traseira direita do piloto Gonçalo Viegas, levando à saída de pista e consequente perda de posições do segundo, no entanto sem danos. Decisão do CAI: Penalização de 20 pontos no campeonato

O piloto Rui Martins, na curva 2, embate na lateral traseira do piloto Tiago Gouveia, causando o despiste de ambos e vários outros acidentes no resto do pelotão (todos considerados incidentes de corrida). Decisão do CAI: Drive-through na próxima corrida em que participar e penalização de 30 pontos na classificação do campeonato

O piloto Rodrigo Vidigal, na curva 10, embate na traseira do piloto Diogo Costa, levando ao seu próprio despiste (ligeira perda de controlo para o piloto Diogo Costa) e causando vários outros acidentes no resto do pelotão (todos considerados incidentes de corrida). Decisão do CAI: Drive-through na próxima corrida em que participar e penalização de 30 pontos na classificação do campeonato

O piloto Rodrigo Vidigal, na curva 11, trava tarde e sai fora de pista, entrando de forma insegura na pista na curva 12, mas sem causar quaisquer acidentes. No entanto, o CAI considera que deve advertir o piloto em questão para ter mais cuidado ao reentrar em pista. Decisão do CAI: Advertência

Penalizações das Provas Anteriores

O piloto Carlos Basto ainda tem um Drive-through a ser aplicada para a prova seguinte por não ter comparecido na prova 2.

Offline Comissão de Análise de Incidentes

  • Administrador
  • Membro
  • *****
  • Posts: 334
  • Liked: 17
    • View Profile
Re: Formula Series 2018: Comissão de Análise de Acidentes
« Reply #4 on: February 05, 2018, 15: 21 »
Relatório do CAI - Prova 4: FS Belgian Grand Prix @Spa-Francorchamps

Não foi recebido qualquer protesto referente a esta prova.




Análise da Volta 1

O piloto Carlos Miranda, na curva 1, trava tarde e embate na lateral do piloto Paulo Sousa, causando o despiste de ambos e vários outros acidentes no resto do pelotão (todos considerados incidentes de corrida) Decisão do CAI: Drive-through na próxima corrida em que participar e penalização de 30 pontos na classificação do campeonato

O piloto Rodrigo Vidigal na curva 1, trava tarde e embate na traseira do piloto Gonçalo Viegas, causando o despiste de ambos e vários outros acidentes no resto do pelotão (todos considerados incidentes de corrida) Decisão do CAI: Drive-through na próxima corrida em que participar e penalização de 30 pontos na classificação do campeonato

O piloto Nuno Rodrigues, na curva 1, trava tarde e embate na traseira do piloto Rui Oliveira, causando danos e saída de pista para o piloto tocado. Decisão do CAI: Penalização de 30 pontos na classificação do campeonato

Os pilotos Alexandre Caetano e Pedro Lopes, na curva 5, tomam trajetórias convergentes e tocam-se. No entanto, nenhum piloto saiu de pista. Decisão do CAI: Não aplicável

O piloto Tiago Gouveia, na curva 8, dá pouco espaço ao piloto Sandro Simões que estava no seu interior, levando ao toque entre ambos. Apenas o piloto Tiago Gouveia saiu prejudicado desta colisão. Decisão do CAI: Advertência

O piloto Sérgio Miranda, na curva 8, perde o controlo do carro e embate no piloto Tiago Gouveia que se encontrava na escapatória no exterior da mesma curva. Decisão do CAI: Incidente de Corrida

O piloto Gonçalo Viegas, na curva 10, tenta ultrapassar por dentro o piloto Carlos Basto, dando-se um toque com prejuízo para ambos. No entanto, o piloto Gonçalo Viegas ainda não estava com o seu eixo dianteiro completamente ao lado do eixo traseiro do piloto Carlos Basto, sendo, por isso, o responsável pela colisão. Decisão do CAI: Penalização de 30 pontos no campeonato

O piloto Nuno Rodrigues, na entrada curva 12, embate na traseira do piloto Fernando Silva com prejuízo para ambos. Decisão do CAI: Penalização de 30 pontos no campeonato

O piloto Rui Oliveira, na curva 13, embate na traseira do piloto Sando Pinho fazendo-o sair de pista sem, no entanto, perder posições. Decisão do CAI: Advertência

O piloto Nuno Vitória, entre as curvas 19 e 20, perde o controlo do carro e fica imobilizado, sendo tocado por Paulo Sousa e Rodrigo Vidigal. Decisão do CAI: Incidente de Corrida

Offline Comissão de Análise de Incidentes

  • Administrador
  • Membro
  • *****
  • Posts: 334
  • Liked: 17
    • View Profile
Re: Formula Series 2018: Comissão de Análise de Acidentes
« Reply #5 on: February 11, 2018, 14: 53 »
Relatório do CAI - Prova 5: FS Gran Premio d'Italia @Mugello


Não foi recebido qualquer protesto referente a esta prova.



Análise da Volta 1

O piloto Vítor Costa, na saída da curva 3, ao mudar de trajetória para a esquerda para tentar a ultrapassagem a um piloto que seguia à sua frente, não se apercebe que esse espaço já está ocupado pelo piloto Fernando Silva e os dois pilotos tocam-se, causando danos e perda de posições para ambos. Decisão do CAI: Drive-through na próxima corrida em que participar

Penalizações das Provas Anteriores

O piloto Rodrigo Vidigal ainda tem um Drive-through a ser aplicada para a prova seguinte por não ter comparecido na prova.

Offline Comissão de Análise de Incidentes

  • Administrador
  • Membro
  • *****
  • Posts: 334
  • Liked: 17
    • View Profile
Re: Formula Series 2018: Comissão de Análise de Acidentes
« Reply #6 on: February 19, 2018, 15: 48 »
Relatório do CAI - Prova 6: FS United States Grand Prix @Laguna Seca


Não foi recebido qualquer protesto referente a esta prova.



Análise da Volta 1

O piloto Tiago Gouveia, na saída da curva 3, não dá espaço no exterior da curva ao piloto Afonso Carvalho, dando-lhe um toque, sem consequências de maior para os dois pilotos. O piloto Tiago Gouveia devolveu prontamente a posição. Decisão do CAI: Advertência

Penalizações das Provas Anteriores

O piloto Rodrigo Vidigal ainda tem um Drive-through a ser aplicada para a prova seguinte por não ter comparecido na prova.

O piloto Vítor Costa ainda tem um Drive-through a ser aplicada para a prova seguinte por não ter comparecido na prova.

Offline Comissão de Análise de Incidentes

  • Administrador
  • Membro
  • *****
  • Posts: 334
  • Liked: 17
    • View Profile
Re: Formula Series 2018: Comissão de Análise de Acidentes
« Reply #7 on: February 27, 2018, 18: 15 »
Relatório do CAI - Prova 7: FS Gran Premio de México @Autódromo Hermanos Rodríguez


Não foi recebido qualquer protesto referente a esta prova.



Análise da Volta 1

O piloto Carlos Miranda, na travagem para a curva 1, perde ligeiramente o controlo do carro e bloqueia as rodas, embatendo na roda traseira do piloto Vasco Lemos, causando perda de posições para ambos e colisões na parte de trás do pelotão (todos eles considerados incidentes de corrida). Decisão do CAI: Incidente de Corrida

Penalizações das Provas Anteriores

O piloto Rodrigo Vidigal ainda tem um Drive-through a ser aplicada para a prova seguinte por não ter comparecido na prova.

Offline Comissão de Análise de Incidentes

  • Administrador
  • Membro
  • *****
  • Posts: 334
  • Liked: 17
    • View Profile
Re: Formula Series 2018: Comissão de Análise de Acidentes
« Reply #8 on: March 07, 2018, 15: 13 »
Relatório do CAI - Prova 8: FS Abu Dhabi Grand Prix @Yas Marina


Não foi recebido qualquer protesto referente a esta prova.



Análise da Volta 1

O piloto Rui Martins, na curva 5, calca o corretor interior, fazendo-o perder o controlo do carro, tendo o piloto Vasco Lemos lhe tocado logo de seguida. Esta colisão causou ligeiros incidentes no pelotão (todos eles considerados incidentes de corrida). Decisão do CAI: Incidente de Corrida

O piloto Diogo Costa, na curva 7, trava tarde e embate na roda traseira esquerda do piloto Carlos Miranda, fazendo-o perder duas posições. Decisão do CAI: Penalização de 30 pontos na classificação do campeonato

Penalizações das Provas Anteriores

O piloto Rodrigo Vidigal, como não cumpriu o drive-through (por não ter comparecido nas provas), vai ser penalizado com 60 pontos na classificação do campeonato